KYUNGSOOBRASIL.com / Fanbase brasileira dedicada a Doh Kyungsoo

Perfil de Doh Kyungsoo no site da campanha ‘The Actor is Present’ da KOFIC:

“Olhos mágicos e translúcidos que refletem o caráter da alma. Um ator com gingado* e uma presença gigante.”

Doh Kyungsoo 

A opinião do público sobre ídolos que se tornam atores pode ser severa, pois crê-se que estes equilibram sua má atuação com seus belos visuais e qualidades do estrelato, conseguindo oportunidades com facilidade. No entanto, este não foi o caso de Doh Kyungsoo. Apesar de ser famoso como o vocalista principal D.O. do EXO, um grupo masculino com um enorme fandom, Doh escolheu entrar no mundo da atuação com cautela. Seu primeiro filme, “Cart” (2014) demonstra a greve de funcionários de um supermercado contra demissões injustas. Aparecendo como um pobre adolescente tendo uma mãe sendo parte dos funcionários, Doh foi mencionado na crítica como sendo um novato a ser observado por sua atuação natural, mesmo sem nunca ter tido aulas. Desta vez, como um garoto que sofria com violência doméstica, participou na série de televisão do mesmo ano, “It’s Okay, That’s Love”, não foi um papel fácil, mas o ator delicadamente teve uma boa atuação e foi bem recebido pelo público.

O ator solidificou sua presença ao estrelar em quatro filmes consecutivos, incluindo UNFORGETTABLE (2016), MY ANNOYING BROTHER (2016), Room No.7 (2017) e Swing Kids (2018). Uma coisa para se notar aqui, é que ele nunca fez uma escolha fácil tirando proveito de sua boa aparência ou popularidade. Ele teve que falar no dialeto Jeolla em UNFORGETTABLE enquanto interpretava um menino em uma ilha conservando seu primeiro amor no coração; um judoca nacional que perdeu a visão em um acidente em MY ANNOYING BROTHER; atuação cômica com a luta contra a situação na comédia de humor ácido em Room No.7; e o ator dançou sapateado e falou no dialeto norte-coreano em Swing Kids. Especialmente em MY ANNOYING BROTHER, Doh mostrou uma delicada performance emocional ao abraçar seu meio-irmão, que o deixou em um acidente ao perder a visão. O filme provou o futuro brilhante de Doh Kyungsoo e lhe rendeu o prêmio de Melhor Ator Novato no Blue Dragon Award.

Na saga “Along with the Gods”, no qual Doh representou um soldado fraco, de difícil adaptação e necessitando de cuidados especiais, fez com que ele fosse o ator de um filme com mais de 10 milhões de espectadores. Na primeira parte, “The Two Worlds” (2017), o soldado matou uma pessoa em um acidente, enquanto na segunda, “The Last 49 Days” (2018), o personagem mostrou conhecer as consequências de suas ações, o que surpreendeu a audiência. E, nesta variação, Doh Kyungsoo fez um ótimo trabalho em mostrar o personagem como alguém fraco e patético, quase se perdendo. Nas próximas partes da saga, o terceiro e quarto episódios, especula-se que o ator irá fazer o papel principal e mostrar maiores variações.

Seu rosto limpo, olhar profundo e vocalização estável e firme se destacam. Como ainda tem sensibilidades como um garoto, ele fez vários papéis de adolescentes, mas com a sua mudança de imagem acompanhando seus personagens e tendo ainda mais habilidades de atuação, estamos de olho e ansiosos por quais filmes Doh Kyungsoo escolherá participar de agora em diante. Jung Sujin

Filmografia 

“Underdog” (2019) voz

“Swing Kids” (2018) 

“Along with the Gods: The Last 49 Days” (2018) 

“Along with the Gods: The Two Worlds” (2017) 

“Room No.7” (2017) 

“MY ANNOYING BROTHER” (2016) 

“UNFORGETTABLE” (2016) 

“Cart” (2014)

*’Swing Actor’, em referência a um dos filmes de Kyungsoo, Swing Kids.


Fonte: theactorispresent (10.05.21)

Tradução e Adaptação para o Português: Kyungsoo Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *