KYUNGSOOBRASIL.com / Fanbase brasileira dedicada a Doh Kyungsoo

맥스무비_경수1_(2)  맥스무비_경수1_(4)

“Destemido”

O dia em que o conheci:

Em um primeiro momento, nós pensamos que iríamos passar pelas perguntas sobre as habilidades dele. Qualquer mal pressentimento foi mandado embora de uma forma alegre. Conforme o tempo foi passando, nós fomos ficando mais íntimos de Do Kyungsoo e conhecemos sua pessoa naturalmente.

Ele chegou no set nos cumprimentando, e mesmo que ele tenha começado o ensaio de maneira estranha, se adaptou rapidamente ao ambiente, com poses habilidosas e piadas leves. Sentado na nossa frente, ele pensou bastante antes de responder cada pergunta, nós nos deparamos com uma naturalidade que não foi fabricada, inata. Quando afirmamos sua importância, ele se abriu sem reservas na entrevista. Podemos entender porquê todas as pessoas que trabalharam com ele o elogiam. (Yeom Jungah, que interpretou sua mãe em “Cart”, disse: “Quero que meu filho cresça e se torne como Do Kyungsoo.”)

O que impressionou além de tudo foi como, em seus olhos, ele considerava cada questão com cuidado, nós não vimos nenhuma impaciência ou medo. Uma comunicatividade natural – nós nos perguntamos se ele sabe a arma que tem em suas mãos.

Você não está muito ocupado ultimamente? Não deve ser fácil encontrar um equilíbrio entre ser um ator e um cantor.

É como tentar pegar dois coelhos em uma tacada. Eu não faço nada em particular para encontrar esse equilíbrio. Penso em como o D.O. do EXO é visto como um personagem – uma pessoa chamada Do Kyungsoo atua como D.O. quando ele é um cantor, e como o personagem do filme ou drama quando ele é um ator.

Sua popularidade é naturalmente alta, então seria lógico que você priorizasse filmes de grande sucesso. Mas parece que você, independente da importância do assunto, pega até participações especiais só pela oportunidade de experimentá-los.

Eu me apaixono pelo personagem, e nada mais importa. Quando eu leio o roteiro, eu preciso me apaixonar por ele. Mesmo que nós não combinemos logo na hora, eu penso em como posso pôr em prática qualquer que seja o lado dormente em mim para o papel. Se eu realmente quiser tentar esse tipo de personagem, irei aceitar imediatamente.

Com Taeyoung em “Cart”, Junyoung em “I Remember You”, e Kangwoo em “It’s Okay, That’s Love”, os papéis que você pegou até agora tinham doenças da sociedade moderna, tristes ou separados. Eles eram todos personagens que quase não parecem sobrepor Do Kyungsoo?

Honestamente, em vez de apenas inventar algo, eu quero mostrar às pessoas algo de dentro de mim. Às vezes, é claro que há partes onde eu propositalmente dou emoção ao personagem, eu trabalho na maior parte do tempo procurando por um ponto de sobreposição com ele. Com Kangwoo e Taeyoung também, eu acho que nós nos sobrepomos na nossa melancolia. De qualquer forma, Beomsil, de “Pure Love”, foi o mais difícil.

Isso é inesperado.

Eu tenho vinte e quatro anos agora, mas Beomsil tem dezessete. Foi difícil expressar o brilho e a inocência dessa idade. Eu não sou bom em reviver memórias passadas. Então, eu tive que pensar bastante em como eu me sentia quando tinha dezessete, e como eu agi durante o meu primeiro amor. Eu senti Beomsil nessas memórias. Eu sou tanto cauteloso quanto curioso, o público realmente irá ver ele como um menino de dezessete anos em suas ações e palavras.

Você aparenta ser jovem o suficiente para ter dezessete anos. Há algum inconveniente em ter uma cara de bebê?

Me pedem muito para ser fofo. Mas eu sou bem ruim com isso.

Você está mais para um lado másculo? Mais cedo, durante o ensaio fotográfico, você se esquivou do conceito ‘bad boy’.

Hm. Eu não entendo muito bem o que ser ‘masculino’ significa. É ser indiferente, é ser duro? Quando me dizem para mostrar um lado masculino, eu ainda não consigo entender. Estou trabalhando nisso. (risos)

3   5
 

Quando você atua, você não mostra muito suas emoções. Mesmo assim, ironicamente, seu olhar enquanto interpreta tem uma simpatia especial, e humanidade.

Ah, você notou! Esse sou eu. Eu nunca tive uma explosão na minha vida. Eu tenho meus colapsos internos mas eu não os mostro. Sou do tipo que reprime.

Isso não te deixa muito estressado?

Eu fico bem estressado, mas eu esqueço em pouco tempo. Eu acho que meu subconciente descarta. Mesmo que hajam horas onde tudo que resta aparece inconcientemente quando eu atuo. (risos)

Quando Taeyoung grita em frente a sua mãe em “Cart” parece ser a sua cena mais explosiva.

É verdade. Eu fiz cegamente, mas foi difícil porque eu nunca iria gritar daquele jeito em toda a minha vida.

Você nem sentiu nada ao levar um tapa de sua mãe?

Isso ajudou, com certeza (risos). A mão de Yeom Jungah pode doer bastante. Hahaha.

Você não apanhava bastante de Kim Heewon? (O gerente da loja de conveniência em “Cart”)

Eu só apanhei até agora, nunca bati de volta. Kim Heewon foi bem cuidadoso comigo. É mais difícil para a pessoa que está batendo do que para quem apanha. Eu quero tentar bater também. Estou curioso sobre como será.

Você está aproveitando as novas experiências que surgem com a atuação?

Eu descobri a partir da atuação que eu tinha emoções que eu nem sabia que tinha. Eu nunca me senti engasgado antes, ou chorei muito, durante cenas tristes. Mas na festa de despedida de “It’s Okay, That’s Love”,  ver a escritora Noh Heekyung e dizer adeus para ela, eu me emocionei. Eu pensei, “Ah, então esse é o sentimento.” Depois disso, eu consigo chorar bem enquanto atuo.

Alguma outra emoção que você descobriu enquanto atuava?

Houve uma em “Pure Love”. Uma cena onde eu fico bravo com o pai de Suok, e talvez eu tenha ficado realmente bravo, porque eu fiquei tonto de repente. Não estou brincando, na terceira ou quarta tomada, meu corpo endureceu. Meus olhos cresceram, meus lábios frisaram, etc., e isso me surpreendeu tanto que eu disse a Diretora Lee Eunhee que eu estava estranho. O pessoal me massageou por dez minutos e eu relaxei, mas olhando para trás, não era raiva, e sim loucura. Cada vez que sinto algo novo assim, me traz prazer.

Francamente, se estamos falando de loucura, não deveria ser sobre Junyoung de “I Remember You”?

Haha, é verdade. Eu quero tentar algo ainda mais franco. (Mostrando o papel de parede de seu telefone) Como Heath Ledger interpretando o Coringa em “O Cavaleiro das Trevas” (2008)”! Além disso, quero tentar o estilo noir (sombrio) e fantasia. Agora, eu tenho interesse em tudo.

Você esteve trabalhando com tantos profissionais mais velhos até agora

“Pure Love” é meu primeiro papel como protagonista e a primeira vez atuando com atores da minha idade. Eu não sabia o peso de ser o protagonista na época. Eu aprendi enquanto filmava “Hyung” com Jo Jungseok. Em “Pure Love”, eu sou o mais velho dos cinco. Então eu conversei bastante com os outros quatro atores sobre nosso projeto. Eu sinto que nós nos aproximamos por isso, para aparecer na tela naturalmente. Como nos tornamos cinco amigos, eu fui pescar e nadar no mar.

Você se lembra da primeira vez que ficou em frente a uma câmera como um ator?

Minha primeira filmagem foi “Cart”. Foi diferente de filmar “It’s Okay, That’s Love”. Em “Cart”, talvez por ser sido gravado em uma escola com outras pessoas mais novas, eu me senti tipo, “Ah, então é assim que acontece. É bem divertido.” Mas quando eu filmei para “It’s Okay, That’s Love”, eu estava pensando, “Eu fui mal.”

Qual foi sua primeira cena em “It’s Okay, That’s Love”?

A cena onde eu digo, “Escritor, essa é a história que eu escrevi. Por favor, leia!” e depois eu corria. Até nos meus olhos era óbvio o quão não natural e nervoso eu estava. Fiquei ainda mais nervoso porque Jo Insung estava lá. A segunda filmagem foi a cena no banheiro com Insungie, e também estava tão nervoso que suei baldes (risos).

Vamos falar de algo um pouquinho diferente. Quem é Do Kyungsoo agora, com vinte e quatro anos?

Talvez tenha sido porque comecei minha carreira muito rapidamente, mas as pessoas ao meu redor me dizem que eu sou um jovem velho. Está pesando muito em mim ultimamente. Mesmo que tenha sido uma ajuda para mim até agora, eu quero sentir minha idade também. Mas eu sinto que esse é quem eu sou, no geral, estou trabalhando duro para mostrar meu melhor também.

Além de atuar e trabalhar, alguma outra coisa que você tenha interesse?

Nada, no momento. Na verdade, não tenho tempo. Mas, eu gosto de falar com alguém! Quando eu posso, isso me deixa em paz e eu aproveito. Durante uma conversa, você pode sentir raiva, tristeza, alegria, todas as emoções. Eu gosto de poder sentir isso completamente.

Que tipo de ator você deseja se tornar?

Mais que um ator, eu quero me tornar uma pessoa admirável. Eu assisti “The Revenant” há um tempo atrás, e tudo que eu conseguia pensar era o quão legal Leonardo Dicaprio estava nele. Talvez seja um pouco abstrato, mas eu quero me tornar alguém admirável, não importa quem veja. Eu não sei se poderei alcançar, mas é minha meta.

Você já tem muitos compromissos para esse ano.

“Pure Love” vai ser lançado primeiro, e depois “Hyung”. Em qualquer avaliação, os dois serão muito diferentes, e eu aguardo por eles também.

Recentemente, nas notícias, é dito que você vai dublar também?

Ah, “Underdog”! É uma nova animação do diretor Oh Sangyoo, que fez “Leafie, a Hen Into the Wild”. Eu sou Moongchi, de um grupo de vira-latas abandonados, então eu serei a voz de um cachorro (risos). Nós gravamos há pouco tempo. Eles filmaram as expressões enquanto eu estava dublando, e é bem legal como eles vão animar a partir disso.

Então não tinha uma storyboard (esboço do filme)?

Tinha. Eu só vi um rascunho, mas parecia bom. Além de tudo, o cachorro parecia comigo.

Na aparência?

Espera aí. (Mostrando uma foto de Moongchi salva em seu celular) Nós realmente nos parecemos?

De um jeito estranho, sim (risos). Agora aguardamos por mais.

Quando atuamos, tem o rosto do ator, mas também a dimensão da sua voz também. Eu aprendi muito sobre técnica de atuação.

Três palavras que vêm a sua cabeça no começo de 2016.

Maneiras, naturalidade, saúde

Naturalidade?

Eu. Do Kyungsoo natural – nada feito de propósito ou artificial, uma espécie de liberdade.

1  2
 


Tradução em Inglês: FYDK-TRANSLATIONS
Tradução em Português: D.O. Brasil
Créditos Scans: BABYLOVE_DOastronaut_do

Uma resposta para “[TRADUÇÃO] 01.02.16 – Entrevista de Kyungsoo para a Max Movie (Edição de Fevereiro)”

  1. An disse:

    Só penso uma coisa após ler essa entrevista: ele parece muito puro. Eu gosto disso. :3
    Kyungsoo fica cada vez mais admirável para mim.
    Espero que ele continue sucedendo e cresça cada vez mais! T-T

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *