KYUNGSOOBRASIL.com / Fanbase brasileira dedicada a Doh Kyungsoo

Kang Hanna’s Volume Up – Conversando sobre o ator Doh Kyungsoo com a jornalista Baek Eunha

No dia 17 de janeiro, durante o programa de rádio Kang Hanna’s Volume Up, a apresentadora/MC Kang Hanna juntamente com a jornalista e diretora do Instituto de Pesquisa de Atores e Atrizes, Baek Eunha, apresentaram um especial ‘Conversando sobre o ator Doh Kyungsoo’.

KHN: Nessa semana discutiremos sobre um ator que é capaz de dizer muita coisa apenas com o olhar – Doh Kyungsoo-ssi.  Começando com a famosa cena de ‘100 Days My Prince’: “Gostei de você desde o momento em que te vi pela primeira vez. Eu te amei quando você fez 20 anos, embora não tivesse te visto naquela época. E de agora em diante, eu te amarei pelo resto de seus dias.” Baek Eunha, diretora do Instituto de Pesquisa de Atores e Atrizes, está aqui novamente hoje para mostrar seu amor pelo ator.

[Para apresentar o ator, eles exibiram um pequeno áudio de uma conversa entre o personagem de Jo Jungsuk e de Kyungsoo no filme ‘My Annoying Brother/Hyung’]

KHN: Esta foi uma cena do filme ‘Hyung’.  A voz do ator que você acabou de ouvir é Doh Kyungsoo-ssi.  

BEH: Também é possível ouvir um pouco voz de Jo Jungsuk.

KHN: Primeiro nós vamos resumir os projetos de Doh Kyungsoo:

Debut: EXO-K (2012) 1st Album ‘MAMA’

Filmes: ‘Cart’, ‘My Annoying Brother’, ‘Pure Love’, ‘Room No.7’, ‘Along with the Gods: The Two Worlds’, ‘Along with the Gods: The Last 49 Days’, ‘Swing Kids’.

Dramas: ‘It’s Okay, That’s Love’, ‘I Remember You’, ‘100 Days My Prince’. 

Prêmios:

2014 – APAN Star Awards | Melhor Ator Novato 

2016 – Baeksang Arts Awards | Ator Mais Popular

2017 – Blue Dragon Film Awards | Melhor Ator Novato

2018 – Director’s Cut Awards | Melhor Ator Novato

2019 – Buil Film Awards | Prêmio de Popularidade

KHN: Retornando a Chungmuro ​​em apenas 8 dias, ele dá um exemplo adequado de ídolo-ator, um novo tipo de ator – Doh Kyungsoo! 

A música que está tocando agora é a música de encerramento do filme ‘Along with the Gods: The Last 49 Days’. Neste filme, Doh Kyungsoo atuou muito bem como o Soldado Won e se tornou um ator de 10 milhões de espectadores. Doh Kyungsoo está atualmente em suas últimas férias. Ele terminará o serviço militar em 25 de janeiro. Parabéns antecipadamente! Estou tão feliz em ouvir isso.  

BEH: Ele era cozinheiro (no serviço militar).

KHN: Acho que ele sempre se interessou por cozinhar? 

BEH: Ouvi dizer que ele é bom em cozinhar.  

KHN: Deve ter sido difícil.

BEH: Eu vi sua entrevista com a Administração de Serviço Militar (MMA).  Eles perguntaram: O que você está pensando hoje em dia?  E ele respondeu “ser dispensado do exército”.  Essa saída acontecerá em apenas 8 dias.  

KHN: Realmente não falta muito tempo. Doh Kyungsoo tem um certificado de cozinha coreana. Quando ele conseguiu isso? Ele tem estado muito ocupado. Isso é incrível!

BEH: Isso é surpreendente! Eu não sabia disso…

KHN: Doh Kyungsoo estreou como cantor primeiro em um grupo que não precisa de nenhuma palavra-chave, EXO. Como D.O., ele é o vocalista principal do EXO. Ele começou a atuar em 2014. 

BEH: Normalmente, as pessoas começam a atuar porque querem ser celebridades. Entre os grupos de ídolos, você pode se preparar mais rápido para cantar, ou existem pessoas que estão interessadas em atuar e querem ser artistas completos. Depois, costumam ter aulas de atuação antes do debut ou se preparam aos poucos. No caso de D.O., ele não entrou com esse tipo de preparação. Muitas pessoas ficaram surpresas. Fiquei surpresa ao ver como uma pessoa que não se preparou desse jeito se saiu tão bem desde o início. Com sua incrível estreia (como ator), ele atraiu a atenção de muitas pessoas.

KHN: Então, com que trabalho a diretora Baek Eunha passou a reconhecer o D.O. do EXO como ator Doh Kyungsoo?

BEH: Eu conheci o ator Doh Kyungsoo através do filme ‘Cart’. Ele interpretou o filho da atriz veterana Yeom Jungah. Ele não era um membro do EXO no palco, mas um ator que apareceu pela primeira vez como ator com o nome de Doh Kyungsoo. Não foi um melodrama, mas sim um filme que mostra as tristezas e lutas dos trabalhadores não regulares de uma forma muito realista. Não era o papel de um protagonista (era um papel pequeno). A maneira como ele retratou um adolescente rebelde e o relacionamento dele com a mãe no filme. Ele retratou tudo por meio de uma atuação confiante. Acho que fiquei muito surpresa com a escolha dele enquanto observava a atuação que mostrava essas coisas com muita calma. Seu trabalho de estreia irá acompanhá-lo por toda a vida. O fato de ele ter confiança para fazer essa escolha para seu papel de estreia me surpreendeu. Ele teve a confiança para assumir um papel secundário em ‘Cart’ sem usar sua popularidade (no EXO).  

[Tocando a música Tempo do EXO]

KHN: Foi o aniversário do Doh Kyungsoo-ssi no dia 12. Parabéns! Há uma mensagem que Baek Eunha escreveu há dois anos, em 12 de janeiro de 2019, nas redes sociais do Centro de Pesquisa de Atores e Atrizes: “Hoje é o aniversário do ator Doh Kyungsoo. Ele tem os olhos como um espelho. Então, olhando para os personagens que o ator Doh Kyungsoo interpreta, estamos nos vendo.” Estou ansiosa para o que vai dizer sobre Doh Kyungsoo, que tem expressões poéticas e olhos como um espelho. Vamos ouvir o carinho pessoal de Baek Eunha. Em primeiro lugar, que tipo de ator é Doh Kyungsoo?

BEH: Os personagens de Doh Kyungsoo são como água mineral. É como água com gás. Só de olhar nos olhos das pessoas, eles são tão claros que todos se sentiriam como um espelho refletindo sobre si mesmos. Quando você olha nos olhos dele, você sente como se estivesse se vendo através dessa pessoa. O importante aqui é que ele tem brilho. Seus olhos são muito claros e você não consegue dizer a profundidade exata deles. É por isso que os fãs também o chamam de ‘Kyungsoo inesperado’ (AlMoKyung).

KHN: Então que tipo de pessoa é Doh Kyungsoo?  

BEH: Eu nunca tive a chance de encontrar Doh Kyungsoo. Então, enquanto me preparava para este momento, assisti aos programas de variedades e entrevistas em que ele apareceu e em um desses programas ele disse que sua habilidade especial era aplicar película de celular. Então, a pessoa Doh Kyungsoo é um homem que não permite lacunas. Nem mesmo a poeira deve ser deixada de fora. É por isso que ele não usa energia desnecessária. Ele é uma pessoa eficiente. Quando ele está em um programa de variedades, quer mostrar sua popularidade, ser engraçado ou mostrar algo legal. Eu pensei que ele era uma pessoa única. 

KHN: E que nos faz ficar cada vez mais curiosas sobre essa pessoa. 

[Tocando a música Don’t Worry, My Dear de D.O.  & Jo Jungsuk.]

BEH: [Fala sobre ‘It’s Okay, That’s Love’, a cena em que Jaeyeol calça Kangwoo] Lembro-me de chorar durante aquela cena.

KHN: Existe algum TMI (too much information/muita informação) em relação a Doh Kyungsoo?

BEH: Um pequeno TMI sobre o ator Doh Kyungsoo é que é muito óbvio. De acordo com Shim Jaemyung, CEO da Myungsfilms, com quem Doh Kyungsoo trabalhou em ‘Cart’ e ‘Room No. 7’, não existe um ator consistente e trabalhador como Doh Kyungsoo. E o fato de uma mesma produtora estar procurando o mesmo ator para novos projetos, tem um significado por trás disso. Só serve para mostrar a atitude de um ator. Mesmo agora, toda vez que a presidente Shim Jaemyung está falando sobre qualquer projeto, ela menciona Doh Kyungsoo.

KHN: Ah, ela sempre mantém Doh Kyungsoo no coração. Isso é algo que só pessoas da indústria sabem. Na sua opinião, qual é a maior força do ator Doh Kyungsoo?

BEH: Eu acho que a consistência dele é a resposta para essa pergunta. A consistência de não mudar. E desde 2014, ele tem dado um passo de cada vez. Podemos observar que antes de se alistar, ele tentou todos os tipos de papéis em cada projeto. Ele também fez um drama como marido. Através dos filmes, ele também tentou novas coisas em cada projeto. Independentemente do tamanho do papel ou a escala do projeto, ele fez o melhor nos papéis que lhe eram atribuídos. Cada papel o coloca em desafios que ele tem que enfrentar. Ele teve que dançar sapateado, lutar judô, ou fingir que não conseguia ver. E mesmo que ele tivesse que enfrentar esses desafios, ele não fez isso criando um estardalhaço, ele apenas fez seu papel constantemente em silêncio e deu um passo de cada vez.

KHN: Acho que é a força dele. Você não pode fazer isso sem ser muito forte por dentro. Muitas pessoas estavam curiosas sobre o melhor trabalho de Doh Kyungsoo. Qual o melhor trabalho de Doh Kyungsoo segundo a diretora Baek Eunha?

BEH: O meu trabalho favorito de Doh Kyungsoo é ‘Swing Kids’, onde ele se tornou um prisioneiro norte-coreano da Ilha Geoje que se junta ao grupo de sapateado Swing Kids. Ele interpretou um cara jovem, mas poderoso, chamado Roh Kisoo. É baseado em uma história real com um toque de fantasia que só um filme poderia oferecer. Mostra uma época muito sombria e difícil, mas um trabalho que ironicamente mostrou porque as pessoas precisavam de dança, canto e entretenimento.

KHN: Vamos ouvir uma música agora. Esta é uma música de f(x) com participação de Doh Kyungsoo, D.O., ‘Goodbye Summer’.

KHN: O ator que mostrou a melhor química com Doh Kyungsoo?

BEH: Quem seria? Ouvimos ele no início. É essa pessoa! A pessoa que interpretou o irmão mais velho de Doh Kyungsoo. Houve uma clara química com o ator Jo Jungsuk.

KHN: Por que você escolheu eles como a melhor química?

BEH: Jo Jungsuk é um ator muito perspicaz. Enquanto Doh Kyungsoo é um ator com intensidade direta. Quando os opostos se encontram, eles criam uma química muito agradável. Eles mostraram grande sincronização e química. É por isso que achei que Doh Kyungsoo se tornou mais flexível quando conheceu Jo Jungsuk. Havia muitas partes em que seus rostos eram semelhantes. Seus olhos eram semelhantes, mas, ao mesmo tempo, sua atuação corporal era diferente. E a química era fofa e boa. Deve ter havido muitos desafios do lado do ator Doh Kyungsoo, mas ele foi capaz de estar a bordo com Jo Jungsuk e enfrentar os desafios confortavelmente.

KHN: Não podemos deixar de lado sua química com o ator Jo Insung.

BEH: Em ‘It’s Okay, That That Love’, vimos uma química muito especial. Naquela época, lembro-me de encontrar muitas pessoas dizendo “Este ator é bom!” Muitas pessoas não esperavam que Doh Kyungsoo iria aparecer no drama, pois foi um drama com muitos atores e atrizes de grande nome. Mas sua aparição, como um “fantasma”, foi surpreendente. A química dele com Jang Jaeyeol (personagem de Insung) foi ótima. Diferente de sua química com Jo Jungsuk. Apesar disso, foi um drama que tem uma grande química.

KHN: Aqueles dois (Insung e Kyungsoo) realmente se tornaram muito próximos depois.

BEH: Isso mesmo! Doh Kyungsoo sempre mostra uma boa química com muitos hyungs. Por exemplo, em ‘Room No.7’ ele mostrou química com o ator Shin Hakyun. No filme, ambos estão envolvidos em um relacionamento que não poderia parecer legal de uma forma ou de outra. Ambos cometeram crimes nele, ao mesmo tempo, como cúmplice, mas também não cúmplice. Se os vermos juntos fora do filme, eles têm uma ótima química de irmãos.

KHN: Ele é especialmente bom em química fraternal. A seguir, vamos falar sobre o novo projeto do ator Doh Kyungsoo. ‘The Moon’ – muitas pessoas estão realmente curiosas sobre isso. Que tipo de filme é ‘The Moon’?

BEH: É um filme que terá direção do diretor Kim Yonghwa que dirigiu a série ‘Along with the Gods’. Como mencionei antes, quando uma produtora deseja trabalhar novamente com o mesmo ator, significa que prefere o potencial e a atitude desse ator. É o mesmo com a escolha do diretor Kim Yonghwa, ele trabalhou com vários atores e atrizes em ‘Along with the Gods’. Ele queria ver mais do potencial e das habilidades do ator Doh Kyungsoo. Este também será seu primeiro projeto logo após a dispensa militar, ele ainda não foi oficialmente dispensado mas já tem um novo projeto. Neste projeto, ele atuará como um astronauta que ficou preso na Lua. E o homem que tentará salvá-lo da terra será Seol Kyunggu. Ele encontrará novamente um irmão mais velho por meio deste projeto.

KHN: Que tipo de papel você espera que Doh Kyungsoo tente (no futuro)?

BEH: Homme fatale? Eu costumava apresentar um programa com o diretor Yoon Seongho, e ele disse que gostaria que Doh Kyungsoo pudesse tentar um personagem interpretado por Leslie Cheung. Ele sempre disse isso. 

KHN: Wah, combina muito!

BEH: Sim, devo dizer que é como um pássaro que foi abandonado pelo mundo? Como ele é muito recatado, ele também tem vibrações homme fatale, certo? 

KHN: Sim, o seu olhar.. 

BEH: É por isso que podemos dizer que as emoções em seus olhos são semelhantes. Como aquelas histórias com tema bromance/irmandade de filmes antigos de Hong Kong, ou a história de um homem que caiu em situações trágicas. Me faz imaginar como seria se ele atuasse. Até agora, ele interpretou muitos papéis justos. Acho que um papel fora da pista (padrão) será ótimo. Eu antecipo isso também.

[Tocando a música ‘That’s Okay’ do D.O.]

*Homme Fatale pode ser considerado um homem extremamente sedutor e perigoso


Fonte: KBS CoolFM Kang Hanna’s Volume Up Radio (17.01.21) 

Tradução em Inglês: twelfthkelebek; dks_wwunion

Tradução e Adaptação em Português: Kyungsoo Brasil

Doh Kyungsoo, conhecido como D.O. do EXO, é um ídolo em ascensão, seu nome foi ouvido por quase todas as pessoas na indústria de atuação. O foco está mais uma vez em seu filme “Swing Kids”, o qual permite entender porque ele é elogiado por sua rica expressividade e caráter brilhante.

 

Responsável pela posição de vocalista principal no boy group de Kpop EXO, D.O. ou Doh Kyungsoo é altamente considerado pelos críticos de cinema como um “ator notável”, apesar de ser um ídolo.

 

Ele ganhou o prêmio de Ator Revelação do Blue Dragon Film Awards com o filme “Hyung/My Annoying Brother” (2016), onde revelou seu potencial interpretando um papel cômico. Após este sucesso, foi escalado para o filme “Along With the Gods” (2017 e 2018), onde tornou-se o primeiro ator ídolo a ultrapassar 10 milhões de espectadores em um filme e foi descrito como um destaque na área de atuação.

 

Há uma obra em que ele mostrou sua poderosa atuação como ídolo e também como ator. Trata-se do filme “Swing Kids”, lançado na Coreia em 19 de dezembro de 2018.

 

 

O filme “Swing Kids” é uma adaptação do criativo musical “Roh Kisoo”, o qual retrata os sonhos e as amizades de uma equipe de dança miscelânea no acampamento de prisioneiros de guerra de Geoje durante a Guerra da Coreia em 1951.

 

O diretor Kang Hyeongcheol, que dirigiu obras como “Scandal Makers” (2008) e “Sunny” (2011), foi encarregado pelas funções de direção e roteiro, e também por inserir obras-primas escritas por The Beatles, David Bowie, Benny Goodman e outras estrelas do swing jazz, que adicionaram cor à história.

 

 

É 1951 no campo de prisioneiros de guerra de Geoje, em meio à Guerra da Coreia. O chefe recém-nomeado planeja um projeto para formar uma equipe de dança com prisioneiros de guerra para melhorar a imagem externa do campo.

 

O melhor e pior encrenqueiro do campo, Roh Kisoo (Doh Kyungsoo); a intérprete não autorizada Yan Panrae (Park Hyesoo), que sabe falar quatro idiomas; Kang Byeongsam (Oh Jungse), que se juntou para encontrar sua esposa; Xiao Fang (Kim Minho), um dançarino chinês desnutrido com habilidades geniais de dança; e seu líder, o ex-sapateador da Broadway, Jackson (Jared Grimes); com voltas e reviravoltas no final do dia, o nome que todos carregavam era “Swing Kids”!

 

Como pessoas dançando em diferentes circunstâncias, nacionalidades, habilidades, idioma e ideias se reunirão? E o que os seus futuros reservarão?

 

O protagonista, Roh Kisoo, interpretado por Doh Kyungsoo, é um personagem dinâmico e rebelde. Ele vivia como um encrenqueiro no campo de prisioneiros de guerra de Geoje, mas um dia ele ficou fascinado por “sapateado” e se tornou um membro do time de dança Swing Kids. Embora o sapateado seja originário dos Estados Unidos, ele se viciou no charme desse estilo e não conseguiu mais esconder sua paixão pela dança.

 

A imagem de Roh Kisoo dançando com seu poderoso sapateado nas telas incorpora o que só poderia ser descrito como uma explosão de paixão. A dança, que tem força e esplendor, é combinada com a destreza de Doh Kyungsoo, que mostra alta precisão e sincronização, e libera uma força incomparável.

 

 

A aparição de Roh Kisoo, que continua pulando e dançando de forma animada, emite uma luz brilhante, e o fascínio trazido pela atuação e dança excepcional de Doh Kyungsoo dá ao espectador a ilusão de que este filme é uma realidade.

 

A reputação é tão alta que o protagonista, Roh Kisoo, não pode ser imaginado sem Doh Kyungsoo. Além disso, atores como Park Hyesoo (Yan Panrae) e Oh Jungse (Kang Byungsam) também receberam elogios por seus respectivos papéis.

 

Os atores, a obra-prima representada no filme e as cenas de dança são muito elogiadas, mas o desenvolvimento da trama induziu diversas reações e opiniões. Embora alguns digam que a primeira parte é emocionante, também há uma opinião que distrai um pouco, e na segunda metade do filme, gostos e desgostos estão bastante divididos em torno do final.

 

É um excelente trabalho que dá coragem ao espectador enquanto eles superam suas adversidades com o sapateado, apesar da sombria realidade da Guerra da Coreia.

 


Fonte: Danmee (15.08.2020)

Tradução em Inglês: dks_wwunion

Tradução em Português: Kyungsoo Brasil

No drama histórico sul coreano atualmente transmitido na NHK, “100 Days My Prince”, o personagem principal desta série, o príncipe herdeiro Lee Yool, é interpretado por D.O., membro de grupo idol coreano.

 

Sendo o vocalista principal do EXO, ele também teve um cedo começo (em sua carreira) em dramas e filmes, usando seu nome real, Doh Kyungsoo, ao invés de seu nome artístico para atuar.

 

“100 Days My Prince” é o primeiro papel de Doh Kyungsoo em um drama de época, porém quando ele foi selecionado para o papel principal na série, várias preocupações foram levantadas.

 

Contudo, conforme o tempo foi passando, estas preocupações foram sumindo, e ele ganhou o epíteto/apelido “Novo Rei de Comédias Românticas de Época” na Coreia do Sul. Sua performance tão excepcional recebeu muitas reações, que você não imaginaria que é seu primeiro papel principal (em um dorama), muito menos seu primeiro drama de época.

 

Dono de uma voz baixa única e seu limpo (bem pronunciado) diálogo. Além disso, ele demonstra um senso de estabilidade com suas ações que proativamente utilizam seus pontos fortes, e fazem o público se apaixonar por sua aparência e expressões aparentemente frias porém humanas.

 

“100 Days My Prince” foi ao ar na Coreia do Sul em Setembro-Outubro de 2018, porém o rápido progresso do ator Doh Kyungsoo não parou por aí. Em dezembro, ele apareceu no filme “Swing Kids”.

 

Ambientado no auge da Guerra das Coreias em 1951 no campo de prisioneiros de guerra em Geoje, o filme é uma história emocionante do confuso grupo de dança “Swing Kids”, com Doh Kyungsoo demonstrando uma apaixonada performance como o garoto problemático do campo de prisioneiros, Roh Kisoo. Ele brilhantemente atua como o jovem soldado norte coreano que acaba, por um acaso, se encantando por sapateado no campo de prisioneiros no meio da guerra, e que muda como pessoa.

 

Doh Kyungsoo é famoso por sua imersão no personagem em todos seus trabalhos, porém em “Swing Kids”, ele até raspou sua cabeça, assim como também performou o tema do trabalho, sapateado, recebendo estrondosos aplausos.

 

 

D.O./Doh Kyungsoo, que debutou no EXO em 2012, não somente conquistou o mundo do K-pop com sua charmosa e esmagadora habilidade vocal, porém em 2018 mostrou sua impressionante presença amplamente em drama e filmes. 2018 pode ter sido sido seu ano de descoberta.

 


Fonte: Kankuro Drama (10.08.20)

Tradução em Inglês: inksoomissedit

Tradução e Adaptação para o Português: Kyungsoo Brasil

 Artigo do Blog Oficial do Ministério da Unificação da Coreia: ‘Conhecendo a história do campo de concentração Geo-Je através do filme ‘Swing Kids’. 

 

 

Você conhece o filme ‘Swing Kids’?

 

‘Swing Kids’ foi lançado em dezembro de 2018 e é um filme dirigido por Kang Hyeong-cheol, conhecido por ‘Scandal Makers’, ‘Sunny’, e ficou famoso por ter Doh Kyungsoo, um dos melhores ídolos-atores, no papel principal. Além de tudo, chamou atenção por mostrar uma combinação única entre a guerra e a dança em contraste com o cenário em que se passa.

 

Nesse artigo, olharemos brevemente no enredo do filme ‘Swing Kids’ e na história do campo de concentração Geoje.

 

 

​A história do filme começa em 1951 quando o diretor do Campo de Concentração Geoje ordenou que fosse criado um grupo de dança para os prisioneiros de guerra a fim de mudar a imagem do local. O grupo é gerenciado pelo antigo dançarino de sapateado da Broadway, Jackson (Jared Grimes), um prisioneiro norte-coreano antiamericanos do Exército Popular da Coreia, Doh Kyungsoo, a garota mais bilíngue do campo, Yang Panrae (Park Hyesoo),  um prisioneiro sul-coreano Kang Byungsam (Oh Byungse) e um prisioneiro do exército chinês com habilidades naturais de dança. Eles possuem diferentes nacionalidades, raças e idiomas, mas se reuniram pela paixão pela dança e mostraram uma apresentação de sapateado espetacular.

 

Foto de Werner Bischof (Fonte: Magnum photos)

 

O filme é baseado no musical “Rho Kisoo” que teve estreia em 2015, e diz ser baseado na foto tirada pelo fotógrafo alemão Werner Bischof no campo de concentração Geoje em 1952. A história dos prisioneiros dançando juntos usando máscaras em frente da Estátua da Liberdade, foi adicionada a imaginação (do enredo) e criando assim o prisioneiro norte-coreano ‘Roh Kisoo’, que se apaixonou pelo sapateado estadunidense.

 

O filme mostra cenas agradáveis onde o grupo de dança se explode em risadas com músicas empolgantes enquanto sapateiam. No entanto, o obscuro cenário da Guerra da Coreia e o campo de concentração de fundo, onde as pessoas de diferentes nacionalidades, incluindo sul-coreanos, norte-coreanos, estadunidenses e chineses são misturadas, nos lembram da guerra sombria que ocorria naquele tempo. Ao decorrer do filme, o personagem principal, o soldado norte-coreano Roh Kisoo, sofre um conflito interno entre o divertido aprendizado do sapateado americano e a ideologia antiamericana. E quando você se envolve em conflitos ideológicos, eventos trágicos ocorrem.

Então, o que aconteceu no campo de concentração Geoje?

 

Campo de concentração Geoje

 

Em 1951, um campo de concentração foi criado na ilha de Geoje, devido a necessidade de um campo de concentração em larga escala para acomodar o número crescente de prisioneiros após o sucesso das forças das Nações Unidas em Incheon, durante a Guerra da Coreia. Os prisioneiros do campo de Busan foram transferidos para a ilha de Geoje, onde mais tarde mais de 170.000 prisioneiros seriam acomodados.

 

Os prisioneiros eram amplamente divididos entre o Exército Popular da Coreia, Força Aérea Chinesa e detentos civis. No entanto, mesmo dentro do Exército Popular da Coreia havia muitas origens e ideias diferentes entre os prisioneiros, incluindo o Exército Popular da Coreia regular,  desertores sul-coreanos que foram forçados a entrar no exército norte-coreano, soldados sul-coreanos, sul-coreanos forçados a se voluntariar no exército, norte-coreanos e outros prisioneiros camuflados.

 

Em outras palavras, o campo de concentração de Geoje foi o maior campo de concentração da Coreia e era como outro campo de batalha onde pessoas de diferentes nacionalidades, ideologias e raças foram reunidas, desde de prisioneiros pro e anticomunistas, prisioneiros chineses, civis e o exército dos Estados Unidos, que os gerenciava. No entanto, das forças das Nações Unidas que estavam no comando dos campos não classificavam os prisioneiros de acordo com suas orientações ideológicas. O exército estadunidense, o qual estava no cargo de gerenciar os campos, também não interferia nos conflitos entre os prisioneiros anti e pró-comunistas.

 

Campo de concentração Geoje

 

Sob a liderança da ONU, foram conduzidos ensinos anticomunistas no campo para defender a democracia e criticar o comunismo, a fim de modificar ideias assim como treinamentos técnicos, nos quais muito prisioneiros dizem ter se transformado de pró-comunistas para anticomunistas através da educação que receberam. No entanto, havia também uma série de resistências através dos prisioneiros comunistas perante a educação ideológica, que levou a conflitos entre os prisioneiros de guerra.

 

Com o​ início das negociações de armistício e o problema do repatriamento emergindo de forma realista, os conflitos entre as organizações de prisioneiros começaram a tomar um caráter ideológico, diferente dos primeiros dias, enquanto os prisioneiros foram divididos em grupos pró e anticomunismo. Em adição, o número de guardas no campo era muito baixo se comparado com o número de prisioneiros, então os prisioneiros pró-comunismo formaram uma “aliança de libertação”, agredindo e matando outros prisioneiros. Em resposta, os grupos anticomunismo organizaram o Corpo Anticomunista dos Jovens da Coreia. O conflito entre esses dois grupos de prisioneiros atingiu seu clímax em 17 de setembro de 1951, quando um prisioneiro pró-comunismo matou outros prisioneiros anticomunismo.

 

​Além disso, o conflito entre o exército comunista, que insistiu no repatriamento automático dos prisioneiros e a ONU, que insistia no repatriamento livre, tornou-se o catalisador de conflitos dentro do campo. Quando começou a se tornar difícil de determinar o resultado da guerra, queriam usar a escolha dos prisioneiro para emitir o repatriamento para promover a superioridade do sistema. A fim de tornar seu status incerto público, as organizações pró e anticomunismo disseram para que mais prisioneiros escolhessem seus sistemas de uma forma não armada. Na feroz luta e controle entre prisioneiros pró-comunistas e anticomunistas, os prisioneiros comuns eram forçados a escolher um lado, e a triagem de repatriação individual não podia expressar livremente suas opiniões sob o controle de seus campos.

 

O acordo de cessar-fogo estava em seus estágios finais após os Estados Unidos e as forças comunistas concordarem em trocar prisioneiros feridos ou doentes a partir de abril de 1953 e o acordo de troca de prisioneiros foi estabelecido em junho. Após assinar o acordo de cessar-fogo, o repatriamento começou e todos os envios foram concluídos em setembro, onde o campo de concentração de Geoje foi fechado logo depois.

 

O campo de Geoje, no qual o filme Swing Kids se passa, contém uma triste história de conflitos fratricidas que emergiram de situações trágicas e conflitos ideológicos durante a guerra. As imagens dos cidadãos sul-coreanos, norte-coreanos, estadunidenses e chineses formando um grupo de dança no filme é muito significativa, pois nela também está relacionada a situação na qual se encontrava a península coreana.

 

 

​No filme, Roh Kisoo diz à Jackson, que o impede de ir ao palco.

 

“I just want dance! (Eu só quero dançar!)”

 

Espero que a história dessa trágica guerra jamais se repita e que todos possam sonhar livremente e ser felizes, lembrando do rosto de Roh Kisoo, que queria literalmente dançar alegremente, distante da frustrante realidade.

 


Fonte: Repórter Bae Suyoung | Blog Oficial do Ministério da Unificação da Coreia (19.06.20)

Tradução e adaptação do Coreano para Português: Kyungsoo Brasil