KYUNGSOOBRASIL.com / Fanbase brasileira dedicada a Doh Kyungsoo

Top 15 de Álbuns de K-Pop de 2021

De BIBI a NCT 127, estes são os álbuns de K-pop que definiram o ano.

Quando se trata de K-pop, a experiência do álbum é uma jornada com um imenso peso cultural. É uma terra onde as faixas do lado B são tão importantes quanto os singles principais, e cada álbum é adaptado para fornecer aos ouvintes a melhor experiência enquanto molda a identidade sonora do artista por trás dele. Este ano, os álbuns mais fortes de 2021 variaram da perfeição pop tradicional ao R&B discreto e o paraíso do rock alternativo – exibindo a variedade musical do gênero ultrapopular. A seguir, os 15 principais K-álbuns e EPs que causaram um grande impacto em 2021.

| 1 | 공감 (Empathy) do D.O.

Após anos de antecipação dos fãs, o terno vocalista do EXO, D.O., finalmente fez seu debut solo com 공감 (Empathy). Assim como seus colegas de grupo com carreira solo, D.O. teve a liberdade de escolher qual rota lhe encaixava melhor – alguns fãs pensaram que seria um suave R&B; outros disseram que ele escolheria baladas. Felizmente para nós, ele caminhou pelos dois lados e veio com algo muito mais sincero e fiel ao seu caráter. 공감 (Empathy) é o sonho pop-acústico-R&B que o mundo precisava após o pesadelo que foi 2020. D.O. sempre teve uma rica qualidade em sua voz, mas em músicas como “It’s Love” e “I’m Fine”, ele é capaz de transmitir romance a cada sílaba. 

| 3 | Don’t Fight the Feeling do EXO

A comunidade K-pop caiu de joelhos quando EXO anunciou seu mais recente “álbum especial”. Com alguns membros do grupo voltando do serviço militar e outros começando a se alistar, a probabilidade de retorno do grupo parecia muito baixa. Felizmente, Don Don’t Fight the Feeling forneceu a esperança e a emoção que muitos ansiavam novamente. A faixa-título, que leva o nome de seu EP, é contagiosamente alegre e uma indiscutível carta de amor para a fanbase inabalável do EXO, EXO-L. A razão pela qual este álbum funciona tão bem é que ele não se leva muito a sério – você pode realmente sentir o amor e o cuidado que envolveu a gravação de cada faixa. Por mais épicos que sejam os álbuns de estúdio do grupo, ainda é um prazer vê-los se soltar e curtir um ao outro.  Mesmo com as favoritas dos fãs, como a animada “Paradise” e a criminalmente subestimada “Just as usual”, Don’t Fight the Feeling oferece conforto para aqueles que se esqueceram de como o EXO é mágico quando estão juntos.

| 11 | Peaches do KAI

O membro do EXO provou que há muito mais nele do que aparenta, desde sua estreia solo em 2020. Exatamente um ano após lançar seu eclético álbum autointitulado, KAI marcou seu retorno solo com Peaches. Permanecendo fiel ao som criado em KAI (开) de 2020, Peaches expande paisagens de R&B e hip-hop com dicas de elementos pop e lo-fi. Mas canções como a faixa-título de mesmo nome e “Vanilla” baseada em indie-pop são relativamente leves e sinceras em comparação com seus antecessores. Como alguns apontaram, Peaches é o equivalente diurno às aventuras noturnas abafadas de KAI (开). Ainda assim, isso não significa que KAI ficou totalmente mole conosco, como observado em “Domino” – um lugar onde o cantor abraça seu registro vocal baixo de todo o coração. Como alguém que nunca esteve na linha da frente vocal do EXO, ele claramente percorreu um longo caminho desde seus dias de “MAMA”.

| 15 | Bambi do Baekhyun

O membro do EXO/SuperM, Baekhyun, é um farol de luz constante. Em seu EP Bambi, o vocalista provoca seus ouvintes com falsetes alegres, execuções sofisticadas e um registro vocal grave rico – o suficiente para enviar calafrios pela espinha. Bambi é estruturado em torno da evolução das emoções dentro de um relacionamento. Começando esperançoso, “Love Scene” é um terno desejo de amor eterno, algo que você encontraria nos filmes. Mas terminando em um estado de desesperança, o álbum fecha o capítulo com um pesaroso “Cry for Love” – questionando onde tudo deu errado. Com seis níveis distintos de pop, R&B, soul e jazz, Baekhyun abre seu coração sem arrependimentos.

*Foram traduzidas somente as partes relacionadas ao EXO.


Fonte: Harper’s Bazaar (14.12.21)

Tradução em Português: Kyungsoo Brasil

A Magnitude da Gravidade – Sobre Doh Kyungsoo

Ele nasceu com um destino que merece atenção. Quando eu olho para Doh Kyungsoo, me sinto assim. Minha primeira impressão sobre ele como membro do EXO, D.O., foi: “Existe um ídolo assim no mundo…” O episódio mais famoso sobre D.O. na época da estreia do EXO foi quando ele estava tão nervoso ao apresentar sua primeira performance no palco, MAMA, que trocou “orquestra elegante” e trêmulo disse “orquestra su… superior”. Desde o incidente – que fez os fãs rirem alto – foi mencionado que ele se culpou seriamente por não ter feito bem o que deveria ter feito bem. Se você estivesse olhando para D.O., você poderia estar pensando “por que você decidiu se tornar uma celebridade em primeiro lugar?” que estava atrás dos membros e lendo silenciosamente a situação ao invés de fazer qualquer coisa. Eu também estava curioso sobre como a SM Entertainment preparou um grupo ídolo. No entanto, quando teve a oportunidade de cantar sozinho em um programa de rádio, ele cantou sem hesitar com uma voz que nunca tínhamos ouvido entre os cantores ídolos. Como posso dizer? Eu não consegui me convencer em como uma pessoa com tanto charme e talento não se exibia na frente das pessoas. D.O. era um personagem que sempre se preocupou em saber onde estava e o que estava fazendo, embora não tivesse a energia e a travessura de um ídolo, mas quando um sorriso de repente se espalha pelo seu rosto, eu me sinto muito aliviada. Um encanto que faz o espectador se importar, mesmo que ele não faça nada perceptível, chamamos isso de starline.

Desde o primeiro momento, ele é perfeito. 

Agora é a era dos ídolos que se tornaram atores e serão julgados estritamente pelo público. Mas quando D.O. começou a atuar, mesmo no caso de um grupo de ídolos que é administrado por uma grande agência, como o EXO, e recebe apoio entusiástico dos adolescentes, foi um momento em que eles tiveram que passar por um portal mais difícil. No entanto, a franqueza única de D.O. tornou-se sua própria personalidade quando ele se tornou o ator Doh Kyungsoo. Ele era um ator novato nascido com uma atmosfera autodepreciativa que atuou como Kangwoo, que reflete o trauma da violência doméstica infantil de Jang Jaeyeol (Jo Insung) no drama “It’s Okay, That’s Love”. Ele estava tenso como se fosse desmaiar, mas não mostrava isso facilmente, ele tem uma cara que dá vontade de saber o que está dentro daquela caixa. Então, Doh Kyungsoo foi capaz de se tornar um ator completo desde o primeiro momento na frente das câmeras. Desde então, muitas pessoas estão cientes da jornada de Doh Kyungsoo. 

Em particular, como o rosto de um menino que enfrentou o mundo que ele ainda não conhecia, ele se encaixava perfeitamente, já que Taeyoung do filme “Cart” é precoce o suficiente para trabalhar meio período em uma loja de conveniência em vez de colocar um fardo sobre sua mãe (Yeom Jeongah), que entra em greve contra uma demissão injusta; Taejeong, que trabalha meio período em uma sala de DVD para pagar empréstimos estudantis em “Room No.7”, também se envolve em crimes de drogas quando não recebe um salário do chefe (Shin Hakyun) e sofre com as adversidades; Por outro lado, um criminoso psicopata que carece de empatia em “Remember You”; um garoto do interior passando por seu primeiro amor em “Pure Love”; um judoca que perdeu a visão em “My Annoying Brother”; Won Dongyeon, um soldado cheio de preocupação na série “Along with the Gods”; Além do mais, ele provou sua capacidade de aprendizado flexível como um ator novato, cruzando a comédia única do diretor Lee Byunghun no web drama “Be Positive”. Assim, a variação do personagem de “100 Days My Prince”, que perdeu a memória como um príncipe herdeiro frio e se tornou um “homem inútil” que foi criticado por não ser capaz de cortar árvores, convenceu muitas pessoas e alcançou grande sucesso (14,4% das avaliações mais altas, 4ª maior audiência dos dramas da tvN no momento da transmissão); “Swing Kids”, a sua primeira obra-prima de destaque, foi um trabalho que teve de ser tocado com os seus gestos e com a pura paixão que só lhe foi possível na sua juventude. Por ser um cantor talentoso na dança e no canto, Roh Kisoo do Swing Kids mostra que ele tem uma competitividade incomparável que não pode ser substituída por ninguém. (Além disso, estarei sempre ansiosa pela futura filmografia de D.O., que surpreendeu muita gente com sua habilidade como cantor em seus dias de rookie*.)

Os olhos de Kyungsoo

Doh Kyungsoo é um ator com olhos de que não importa quantos anos ele envelhece, sua juventude não vai desaparecer completamente. No entanto, seu olhar que não se quebra facilmente e seus lábios bem fechados lhe davam uma sensação surpreendentemente precoce, então ele sempre parecia mais maduro do que seus colegas, mesmo em sua idade que na verdade era próxima a de um menino. Ele é um ator inesperado, quanto mais ele se abre para vários personagens e atuações, ele atualiza o frescor que excede a surpresa primária de que os membros do grupo ídolo de sucesso são mais estáveis ​​do que o esperado. Um ator nascido com uma qualidade de estrela, caráter único e talento. Depois de servir no exército, os fãs de Doh Kyungsoo dizem que ele mudou muito. Na verdade, pessoas que o conheceram por meio de entrevistas ou trabalharam com ele dizem que ele é o mesmo de antes, mas mostrar uma imagem mais ativa na comunicação com os fãs ou lançar um álbum solo preenchido apenas com sua própria voz, definitivamente aumenta as expectativas para as atividades flexíveis da celebridade Doh Kyungsoo. Seu primeiro retorno como ator após ser dispensado do serviço militar é o filme de ficção científica do diretor Kim Yonghwa, “The Moon”. Doh Kyungsoo interpreta a mesma situação de Matt Damon em “Perdido em Marte”, um astronauta que é deixado sozinho no espaço devido um acidente e está à espera de resgate. Seu personagem, que se assemelha à imagem forte de Doh Kyungsoo, foi inspirado em Johnny Kim, o primeiro coreano-americano a se tornar um astronauta da NASA e um dos responsáveis pelo programa Artemis, um projeto de exploração da Lua e de Marte. Há rumores de que Doh Kyungsoo, que é bom no uso de seu corpo, está filmando no local das filmagens considerando o movimento de acordo com a gravidade da terra, a gravidade da lua e as condições de gravidade zero. (Coincidentemente, seu superpoder em “EXO PLANET” é a “Força”. Em outras palavras, é natural que ele possa se sair bem em trabalhos como “The Moon” no que diz respeito à gravidade.)

Outro próximo projeto é um remake do filme taiwanês “Secret”, estrelado por Jay Chou. Um romance juvenil com fantasia de viagem no tempo, também é um projeto em que seu trabalho em equipe com o ator oposto é importante, uma performance de piano de alto nível é necessária e, acima de tudo, a comparação com a obra original também é um fardo. Doh Kyungsoo vai evoluir mais uma vez quando um menino precoce tiver idade suficiente para ser o responsável pelo projeto espacial da nação, e um rosto jovem que ainda fica bem em um uniforme escolar é adicionado profundas emoções. Como fez até o momento, Doh Kyungsoo é um ator que faz o espectador se importar e sempre se perguntar que tipo de projeto ele fará.

*Rookie = ídolos novatos.


Fonte: Big Issue Korea – No.261 (Edição de Outubro)

VIA: DOHN_o

Tradução em Inglês: dyonigiri (1, 2)

Tradução e adaptação em Português: Kyungsoo Brasil

Sinto muito por não te conhecer antes. Escutar a música do D.O. do EXO me fez dizer isso automaticamente. D.O., que lançou seu debut solo 10 anos após seu debut, revelou sua habilidade musical escondida. Ele tem uma voz poderosa, uma vibe sensual, e uma habilidade vocal sólida com todos os elementos. Eu pensava que ele era bom somente expressando seus sentimentos como ator, mas eu penso que ele é um “farsante” que consegue até mesmo cantar bem. 

D.O. lançou seu primeiro álbum solo, “Empathy”, no dia 26. Após o lançamento, a faixa título, “Rose”, entrou no topo da maioria dos charts musicais em tempo real. Estava curiosa sobre o valor do nome “EXO”, então eu escutei D.O. duas vezes e repeti três ou quatro vezes mais. 

Acontece que D.O. é o vocalista principal do EXO. Junto com Baekhyun e Chen, ele está no cargo de vocalista principal e está no comando da introdução da maioria das músicas do EXO. É por isso que os fãs o chamam de “Dyo-Opening”. Isto porque ele usa as vibrações padrão dos artistas da SM Entertainment e métodos de canto poderosos, porém ele coloca grande poder em todas as músicas com um ritmo flexível e uma atrativa voz baixa. Embora não seja uma música solo oficial, ele já mostrou seu potencial como artista solo através das músicas da SM Station: “That’s Okay” e “Tell Me (What is Love) “. Na verdade, para fãs e ouvintes, o lançamento de “Empathy” faz os fãs dizerem “Só agora?” (que seu solo está sendo lançado).

D.O. corajosamente decidiu fazer a música que queria fazer como um solista depois de 10 anos.  Então ele escreveu a letra da faixa título e nomeou o álbum por conta própria. Focado em seus próprios sentimentos, ele almejou trazer um sentido de empatia entre o ouvinte e ele mesmo, assim como o nome do álbum “Empathy”. D.O. explicou “Empathy” como “Como eu senti, eu quero dar boas energias e influências para os outros”. Em outras palavras, o álbum contém uma história que originou de si mesmo mas também considera os outros. A repercussão de D.O. em “Empathy” é cada vez mais profunda, pois a paixão e energia expressadas quando o assunto do orador é claro, é mais forte do que nunca. 

A faixa título, “Rose”, é uma música que reflete a positividade de D.O.. O gênero folk acústico, combinado com o ritmo alegre do violão, tem uma sinestesia aberta com um som sensual e os vocais ricos de D.O.. As letras sustentadas aqui contém preciosos corações apaixonados como uma carta de confissão. Encontrar um florista local/Uma flor que eu quero lhe dar/Não importa o quanto eu pense sobre isso/A única flor que penso é a rosa/Em minha coragem, em meus braços. Baseado em seu amor por outra pessoa, assim como a frase, “Estou indo para você”, ele escreveu honestamente como uma carta sem palavras repetidas. A combinação da voz nítida de D.O. e a letra pura faz os ouvintes sentirem a transição natural.

A faixa b-side, “I’m Fine”, também foi escrita por D.O.. É uma música cicatrizante que expressa que seria bom dizer “olá” para você mesmo toda vez que diz para os outros. Outra música romântica com a participação de Wonstein, “I’m Gonna Love You”; uma música pop acústica com baseamento latino e pensamentos honestos sobre amor, “It’s Love”; “My Love”, uma balada que expressa todos os cenários que você vê como amor quando você anda com um amado; e “Dad”, uma balada sobre um pai e vê-lo depois de se tornar adulto. É um álbum cheio de calor que faz o mundo esquecer as dificuldades mundanas. 

Ironicamente, D.O. confessou que foi difícil projetar a si mesmo na palavra “empatia” no passado. Como é sempre um trabalho que vive nos olhos dos outros, foi necessário coragem para colocar as emoções que originaram dele. Levou por volta de 10 anos para trazer à tona os sentimentos do passado que tiveram de ser escondidos e colocados de lado. Eu imagino quanta coragem seria necessária para um álbum sem profundas mensagens sociais ou expressões primárias, porém as pontas dos dedos de D.O. e as palavras de sua boca são palavras de amor que contém sinceridade. Amor é uma emoção que requer a maior coragem. E o bonito coração de D.O. que ele queria que estendesse além da coragem. Os ouvintes também ficam felizes por saber que ele expressou plenamente a sua voz e já estão esperando pelo próximo projeto. 


Fonte: Ize Magazine (27.07.21)

Tradução em Inglês: in_ksoomissedit; dks_wwunion

Tradução em Português: Kyungsoo Brasil

SM Entertainment traz ótimas notícias para quem quiser ouvir: Taeyeon do Girls Generation tem um novo comeback e D.O. do EXO lança seu primeiro álbum solo. Ambos os artistas mostraram suas vozes charmosas anteriormente, em seus trabalhos com os respectivos grupos, e agora deixam seus fãs ansiosos e com altas expectativas. Taeyeon como solista já tem um sabor bem conhecido, enquanto D.O. traz um novo sabor. O que é conhecido já é bem doce, mas novidades deixam as pessoas curiosas.

D.O. do EXO é conhecido por seus vocais únicos, uma certeza que temos é a presença disso em “공감 (Empathy)”

A volta com um solo pelo “ator-ídolo” é inesperada, mas D.O. está pronto para demonstrar suas habilidades em seu novo álbum. Além das atividades do EXO, D.O. nunca participou de uma sub-unit ou lançou um projeto solo, até agora, no dia 26 de julho. Ele havia lançado algumas OST’s de dramas e SM Stations, mas é a primeira vez que lança um álbum completo em seu nome. Os fãs e o público em geral estão extremamente felizes pela notícia. 

O primeiro mini álbum, “공감 (Empathy)”, com data de lançamento para o dia 26 de julho, será cheio dos vocais doces e aconchegantes de D.O.. Pela grande espera e preparo, serão 6 canções e mais 2 músicas bônus. Nenhuma delas foi lançada, no entanto já se sente consolo e conforto pelo tema deste álbum e seu título, traduzido como “Empatia”.

D.O. já é conhecido por seus vocais únicos, então a falta de um álbum solo até então é algo bem suspeito. Ele demonstrou grandes habilidades por meio de “Scream Out”, OST do drama “Cart” lançada em 2014, e as SM Station “That’s Okay” e “Tell Me (What Is Love)”. Como ator, ele chama atenção e é bem lembrado, criando expectativas para a nova experiência solo por seu álbum “공감 (Empathy)”.

Foram traduzidas somente as partes relacionadas ao Kyungsoo.


Fonte: IZE (02.07.21)

Tradução em Inglês: dks_wwunion; in_ksoomissedit

Tradução e adaptação em Português: Kyungsoo Brasil