KYUNGSOOBRASIL.com / Fanbase brasileira dedicada a Doh Kyungsoo

 

“Swing Kids”

Diretor: Kang Hyeongcheol

Estrelando: Doh Kyungsoo, Park Hyesoo, Jared Grimes, Oh Jungse, Kim Minho

Produtor: Annapurna Film

Distribuição: NOW

Previsão de estréia: Segunda metade de 2018

 

• Sinopse: O filme se passa no Campo de Refugiados de Geoje durante a Guerra da Coreia “25/6”, em 1951 (No caso, 25/6 foi a data de início da Guerra das Coreias, então subentende-se que o filme se passa um ano após o começo da guerra, visto que ela se iniciou em 1950). Um rebelde soldado norte-coreano e prisioneiro de guerra, Roh Kisoo (interpretado por Doh Kyungsoo), se apaixona por sapateado por acaso depois de assistir ao dançarino Jackson (interpretado por Jared Grimes, da Broadway), entrando no grupo de dança que este formou. O grupo de dança também inclui Kang Byeongsam (interpretado por Oh Jungse), que está procurando por sua esposa que ele perdeu em meio à guerra; Kim Minho, um soldado militar chinês que não consegue dançar mais do que 1 minuto por causa de seu problema cardíaco, e Yang Panrae (interpretado por Park Hyesoo) que dança para ganhar a vida. O tempo gasto dançando para alcançar seus sonhos e objetivos pessoais é curto, eles logo enfrentam o perigo quando entram na lavagem cerebral ideológica no Campo de Refugiados.

 

• Ponto Central: A extensão da atenção do diretor Kang Hyeongcheol em não perder o elemento musical do filme fez até mesmo o diretor musical Kim Junseok comentar: “O diretor também é um diretor musical”. De fato, a música também desempenha um papel fundamental no filme “Swing Kids”. O Diretor Kang Hyeongcheol compartilhou: “Não  usaremos apenas músicas daquela época, eu também queria usar a música que tenho em minha mente” e isso é demonstrado com a escolha de músicas pop dos anos 80, como David Bowie, Beatles e mais. “Por causa da incerteza da questão dos direitos autorais, eu continuava dizendo ‘Não sei’, ‘Dane-se vamos continuar com o plano’ (risos). Por causa da minha insistência, os direitos autorais das músicas também levaram cerca de um ano para serem concluídos.”

 

 

De “Scandal Makers” (2008), “Sunny” (2011) a “Tazza: The Hidden Card” (2014), o diretor Kang Hyeongcheol é alguém com um histórico estelar que produziu filmes de alta qualidade a cada 3 anos. Embora seus gêneros de projetos sejam todos diferentes, a essência dos filmes sempre giraram em torno de música e dança. O filme “Swing Kids” (2018) será outro projeto que mostrará claramente essa característica do diretor Kang. O filme tem como pano de fundo o Campo de Refugiados de Geoje durante a Guerra da Coreia “25/6”, em 1951. O diretor Kang revelará a história por trás da sociedade coreana e como suas ideologias se deterioraram através do personagem Roh Kisoo, interpretado por Doh Kyungsoo, um soldado norte-coreano cujo sonho é sapatear durante o caos da Guerra da Coreia.

 

Este filme vai retratar o grupo de sapateado “Swing Kids” durante a Guerra da Coreia “25/6”. O que despertou o seu interesse de selecionar essa história?

Inicialmente, eu pretendia filmar um filme com foco em disco, mas o resultado não era o ideal. Eu sempre me preocupei e prestei muita atenção na relação Norte-Sul da Coreia. Alguém havia, então, introduzido musicalmente “Roh Kisoo” para mim durante um passeio de carro, e que eu poderia oferecer o conteúdo que eu quisesse através desta história. Este filme retrata a luta contra as ideologias para os refugiados no Campo de Refugiados de Geoje. Através desse filme, espero compartilhar a razão por trás da divisão dos dois países, e como as pessoas inocentes eventualmente evoluíram devido à propaganda dessas ideologias.

 

Nos filmes “Scandal Makers” (2008) e “Sunny” (2011), parece ser o estilo do diretor Kang incluir elementos sentimentais e emocionalmente estimulantes. Como você poderia incorporar isso em um filme que gira em torno do “período da Guerra da Coreia “25/6”?

O período da Guerra da Coreia “25/6” é aquele que é cheio de tumulto e dor. Há essa pessoa que deseja dançar, mas não pode. Roh Kisoo é um personagem que decide fazer parte de um grupo de dança um dia. Esta circunstância não é muito diferente de agora. Houve também uma era que a leitura de “livros proibidos” fazia de você um “criminoso vermelho”. Eu também ouvi dizer que assistir filmes americanos leva à punição na Coreia do Norte. Dançar e cantar podem ser considerados como instintos básicos humanos e habilidade inata. Embora o filme mostre a guerra, a dança também pode ser vista como um elemento que conecta e une as várias eras. Através da dança, você ainda pode experimentar um vislumbre de humor em meio à tragédia. É como se você pudesse sentir a alegria da capacidade inata de dançar.

 

O filme contará com muitas cenas com sapateado?

A pré-produção geral levou muito tempo. Como a escala é grande, há muito a ser coordenado em termos de coreografia. Também demorou muito para o elenco aprender sapateado. Há cerca de duas cenas que envolveram a dança em massa, praticando para a coreografia principal e uma espécie de competição de dança. Embora essas cenas possam ser reunidas através da edição, elas exigem mais habilidades de atuação do que habilidades de edição. Nós tínhamos usado um ano para praticar sapateado. No começo, mal podíamos nos apresentar, mas agora, provavelmente, poderemos dançar em qualquer lugar e até mesmo de uma maneira cômica (risos).

 

O filme apresenta principalmente como cenário o período da Guerra da Coreia “25/6”. Estamos realmente ansiosos para sua parceria com o diretor de fotografia Kim Jiyong, que trabalhou em filmes de alta qualidade como “The Age of The Shadows” (2016) e “The Fortress” (2017) no passado.

O filme será retratado de forma a relembrar o passado. Se eu tivesse que realmente dizer algo, seria que tenta dar a sensação de um ar sem neblina. O diretor de fotografia Kim Jiyoung está ajustando a cor e tentando encontrar um tom adequado para o filme. Kim Jiyong é um diretor de fotografia que eu sempre gostei, e quando finalmente comecei a trabalhar com ele, senti como se tivesse encontrado uma alma gêmea como parceiro. É a primeira vez que entrego a cinematografia a alguém para gerenciar. Estou curioso para saber como ele traria esse filme para a vida.

 

Roh Kisoo é um jovem rebelde que lentamente encontrou seu sonho. Isso é diferente dos papéis mais obscuros que Doh Kyungsoo desempenhou em seus trabalhos anteriores, então ele mostrará um outro lado dele.

Eu quero levar Doh Kyungsoo nas minhas costas e correr todos os dias. Quero chamá-lo de “Nosso Kyungsoo, nosso Kyungsoo” todos os dias (risos). Você sabe que existem alguns filmes que existem para um ator, do tipo que evocam pensamentos como “Nenhum outro ator pode interpretar esse personagem além dele”. Doh Kyungsoo é um ator como esse. Quando filmei com ele, consegui ver seus valores e crenças maduras e boas, ao contrário do lado frívolo de um jovem típico.

 

Como um ídolo ativo que dança frequentemente, a experiência dele deve ter sido uma grande ajuda. Ele também era o ator que você tinha em mente desde o começo.

Eu estava enganado, eu não sabia que ele (Doh Kyungsoo) era o vocalista principal do EXO (risos). O sapateado e a dança de K-Pop são, afinal, diferentes. Mas como ele já tinha uma base de dança, ele foi rápido em se adaptar e aprender o sapateado. Ele não tinha um dublê (ator substituto) e era capaz de digerir até os passos difíceis da dança.

 

Como a coreografia foi concluída?

Além de mostrar bons movimentos de sapateado, também deve haver uma boa atuação. Fiz muitas entrevistas com atores estrangeiros por Skype e muitos participaram entusiasticamente. O dançarino em “Swing Kids” é excepcionalmente importante. Para Jared Grimes, que interpreta Jackson, é desnecessário comentar sobre suas habilidades de dançarino desde que ele é reconhecido na Broadway. Dito isto, foi um pouco desafiador no início, pois ainda sai um pouco do realismo. Antes do início das filmagens, falamos bastante sobre a direção e o ângulo do filme, e nos correspondemos frequentemente por e-mail (Quando ele está aqui). Ele realmente gosta da culinária coreana que é fornecida no set (risos). Por causa da comunicação que tivemos antes de filmar, conseguimos um bom desempenho.

 

Você sempre conseguiu mostrar novas imagens do seu elenco em seus projetos anteriores. Parece o mesmo para a atriz Park Hyesoo desta vez.

Atrizes muitas vezes assumem papéis importantes em um filme também. Sua personagem foi inspirada pela minha avó, queria permitir que ela revivesse seus dias mais jovens. Mulheres e meninas coreanas sofreram muito durante a guerra que foi iniciada por homens. Embora algumas fossem viúvas, elas continuaram trabalhando duro para sobreviver e pelos seus sonhos. Eu queria retratar a beleza inata dos humanos através de Yang Panrae, que Park Hyesoo interpretou.

 


Fonte: Cine21 (08.01.2018)
Tradução em Inglês: enthralleddd
Tradução em Português: Kyungsoo Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *