KYUNGSOOBRASIL.com / Fanbase brasileira dedicada a Do Kyungsoo

 

Em uma entrevista sobre “Cart” para a Cine21 você mencionou “10 minutes” (2013) do diretor Lee Yongseung. Você sentiu algo novo depois de assistir o filme?

Este foi o primeiro filme que me fez sentir o desejo de ser um protagonista, e quando eu li o roteiro de “Room No.7” eu nem sabia que era do diretor Lee Yongseung. Fiquei assustado ao saber que “10 Minutes” e “Room No.7” eram do mesmo diretor depois de gostar tanto do roteiro de “Room No.7”. Isso me fez querer fazer parte dele ainda mais. A maior razão pela qual eu disse sim era porque Taejeong estava desgastado e desesperado, um personagem que eu não tive a chance de interpretar ainda.

 

Em “Cart” e agora em “Room No.7” você não está sendo pago propriamente pelo seu emprego de meio período (risos). Na conferência de imprensa para “Room No.7” você disse que se mantinha pegando papéis semelhantes, não porque você estava particularmente atraído por histórias azaradas, mas porque você gostou de histórias sobre pessoas que vivem suas vidas – mas essas histórias também não poderiam ser alegres e felizes?

Gostaria de fazer parte de histórias alegres e felizes, mas há tantas pessoas que não conhecem trabalhadores temporários. Posso fazer os outros saberem sobre problemas sociais através dos projetos que eu escolho atuar. Me conscientizei através de filmes como “10 Minutes”. Seria bom se os espectadores [de “Cart” e “Room No.7”] pudessem experimentar isso também.

 

É difícil dizer que o senso de humor de “Room No.7” é popular na Coreia. Parece provável que este filme exigiu atuar em um tom que não é frequentemente encontrado.

Eu não pensei que tinha que fazer algo de propósito para fazer com que os espectadores riem. E, às vezes, em algumas situações, Dooshik e Taejeong ficarem sérios contribuiu com humor. Eu tentei não exagerar, e apenas pensar se a ação e o pensamento estavam certos para o momento. Após o lançamento do filme procurei a resposta. Cada expectador encontrou uma cena diferente divertida e algumas dessas cenas não eram para ser engraçadas. Fiquei surpreso com o que acharam divertido, isso me fez reavaliar as coisas. E a atuação tornou-se ainda mais atraente.

 

Você mantinha uma vida normal antes de estrear no EXO após cerca de um ou dois anos de treinamento. Você provavelmente não foi forçado a crescer com as mesmas dificuldades que os personagens que você interpretou, então, como você abordou essa lacuna?

Quando olho para o roteiro, todas as dores do personagem estão lá para ver. Eu continuo buscando os sentimentos e facetas que podemos ter em comum. Se nos identificamos, coloco minhas próprias emoções na atuação, mas se eu simplesmente não sei o que fazer eu tenho muitas conversas com o diretor. Eu deveria estar colocando minhas próprias emoções no papel, mas eu descubro novas em vez disso. É assim que estudo atuação.

 

Algum de seus atores seniores comentou algo sobre você ter uma vantagem em ser um cantor ídolo?

Atuando com meu corpo? Porque os atores geralmente não dançam. Algo que você faz constantemente como dançarino-cantor é memorizar movimentos e gestos. Então me disseram que eu pego coisas como essas mais rapidamente do que outros.

 

“With God” vai ser lançado em dezembro, e atualmente você está filmando “Swing Kids” com o diretor Kang Hyungcheol.

O soldado Won de “With God” é o mais triste e deplorável dos personagens que conheci até agora. Eu não acho que haverá alguém tão triste quanto ele nos meus futuros projetos (risos). Para “Swing Kids”, o personagem em que estou atuando é o oposto completo. Ele é muito viril e chamativo até o fim.

 


Fonte: Cine21 (21.11.2017)
Tradução em Inglês: fydk-translations
Tradução em Português: D.O. Brasil

 

“A faixa dos vinte anos, dos que têm sede de sonhos e engolem as dificuldades da vida. Conheça Taejung, um jovem puro que, desesperado, envolveu-se com porte de drogas devido à necessidade de dinheiro. Do Kyungsoo (24), mostrou um desempenho refinado e detalhado para o personagem realista e complexo, Taejeong. Agora estamos bastante familiarizados com ele, tanto como ator, quanto como membro do  EXO. Aqui estão as palavras de um ator promissor em seus 20 anos que possui uma reputação por sua boa habilidade de atuação.”

 

Seu cabelo ficou mais curto. Parece que foi para a filmagem de “Swing Kids” (2018, Kang Hyungcheol)?
Está certo. Estamos em nossa sexta rodada agora. Eu tenho aprendido sapateado por causa do meu papel como um soldado norte-coreano que se apaixona por sapateado, e é muito divertido. Não é como aprender coreografia para o palco. É mais como aprender um novo instrumento, como tocar bateria com os pés.

 

Vamos falar sobre o filme “Room no.7”. É uma comédia de humor negro que envolve drogas. Um ídolo como você aparecer nele foi algo inesperado.
O presidente Shim Jaemyung, da Myung Films, disse o mesmo. Foi sugerido para mim pelo estúdio e eu li o script proposto em uma sessão. Eu queria tentar porque, mesmo gostando de comédias de humor negro, eu ainda não havia participado de uma. O caráter de Taejung era distinto e encantador por causa disso. Ele é um garoto legal, mas rápido para perceber coisas e um pouco frio. Ao vê-lo lutar com seus problemas reais e realidade difícil, foi direto ao meu coração.

 

Você já teve experiências difíceis como Taejung?
Nada pesado como as dele, mas sei o quão sufocante é ter começado a trabalhar mais cedo do que seus colegas. No filme, Taejung diz: “Por que isso tem que ser tão difícil?” E eu coloco muita emoção nessa linha porque é importante e diz muito sobre ele. Nós somos muito semelhantes em aspectos da nossa personalidade. Quando estou em uma situação ruim, tendo a suprimir como ele. E nós somos o tipo de pessoa que assistimos atentamente dos fundos em vez de chamar a atenção para nós mesmos.

 

A tatuagem na parte de trás do pescoço deixou uma forte impressão. Combina com a personalidade de Taejung também.
É por isso que a fizemos (risos). Eu consultei o diretor sobre fazer uma tatuagem para ele e o que deveria ser, e ele sugeriu letras. Eu olhei através de um muitas frases e “Você não precisa trabalhar duro para agradar a todos” me impressionou. Nós decidimos usá-la porque pareceu certo para Taejung.

 

O que você pensa ao trabalhar com o seu sênior, Shin Hakyun?
Cresci assistindo seus filmes, então foi incrível e divertido estar junto com ele. Eu pensei que ele seria assustador no início, mas ele na verdade é bem atencioso. Ele é quieto e calmo, mas assim que entramos na filmagem ele se torna outra pessoa (risos). Ele também se prepara bastante. Nós combinamos juntos, mesmo sem um longo ensaio e isso surpreendeu a nós dois.

 

O encanto oculto de “Room no.7” é a visão crítica da sociedade da Coreia do Sul.
Gostei muito da mensagem contida em sua crítica social. “Room no.7” foi o filme de abertura do BIFAN em julho, e foi ali que o assisti. Minha atuação sempre precisa melhorar, mas no geral, o filme foi divertido. Eu assisti ao filme do diretor Lee Yongseung ‘10 minutes’ (2014) enquanto procurava filmes indie há anos. Os personagens eram tão reais que eu queria atuar como um trabalhador precário no setor público. Então eu descobri que ‘10 Minutes’ era trabalho do diretor Lee Yongseung. Quão feliz eu estava?

 

Como foi trabalhar com o diretor?
Ele é alguém que compartilha suas opiniões com uma mente sempre aberta. Ele não insiste obstinadamente em seus pensamentos. O diretor nos contou muitas histórias no set para nos tornar mais reais. A verdade é que Taejung inicialmente era mais silencioso e menos desafiador. Quando eu disse ao diretor que ficaria mais adequado se Taejung fosse um pouco mais conflituoso, o mudou. Ele mesmo teve uma luta contra Taejung.

 

Você trabalhou sem descanso desde “Cart” (2014, Bu Jiyoung). Parece que você tem um amor incomum por atuar.
Tenho muitos desejos com a atuação (risos). Porque através dela eu encontrei diversão na vida. Isso me surpreende, sentir o quanto ela mudou minha percepção emocional e me fez crescer. Sinto tudo o que os personagens que interpreto sentem. Quando eu atuei como Taejung, imaginando e percebendo o quão difícil o seu passado deve ter sido ajudou-me a compreendê-lo mais. Espero ser capaz de expressar mudanças sutis na emoção um dia, enquanto acumulo mais dessas experiências.

 

Você gosta de filmes o suficiente para voltar a vê-los? Qual você gostou recentemente?
Ultimamente, fiquei tão ocupado que não tive tempo de assistir nenhum. Ah, eu vi ‘Birdman’ (2014, Alejandro Innaritu) novamente em casa. É um filme louco com um mudança inesperada de enredo que eu nem poderia ter imaginado (risos). Pode até ser o meu favorito de todos os tempos. Tem um formato tão exclusivo e fiquei surpreso com a forma que retrata a atuação e a vida dos atores . Eu também assisti ‘Cast Away’ (2000, Robert Zemeckis) cerca de seis vezes. Eu acho que é porque toda vez que vejo o filme, continuo vendo coisas novas nele. Isso é incrível e divertido, então eu acabo revendo novamente.

 

Você ainda vai ao cinema?
Muitas vezes, quando é tarde da noite. Silenciosamente, quando não há ninguém. (risos)

 

 

Agora você está se preparando para a próxima turnê do EXO, filmando para “Swing Kids” e promovendo para “Room no.7”. Você parece estar realmente ocupado.
Tenho sido muito ocupado desde o debut. Há muitas coreografias novas para aprender para esta turnê. Além de aprender sapateado e falar com um sotaque norte-coreano. Puxa, honestamente, não é fácil, mas eu ainda deveria aprender a suportar isso. Toda vez que estou filmando pra alguma coisa eu digo a mim mesmo que vou fazer uma pausa depois que acabar, mas eu continuo esquecendo porque um filme em que eu quero estar surgirá. Não é bom viver assim, ficar acostumado a um ritmo ocupado.

 

Um hobby que você gosta fora do trabalho?
Eu não fiz nada além de trabalhar ultimamente… Ah, cozinhar! Eu gosto de comer, então eu cozinho com freqüência. Eu gosto de cozinhar para mim mesmo, mas também para as pessoas que me rodeiam. Fiz um bom peixe assado recentemente. Alguns dias atrás convidei os membros do EXO para comer peixe assado, arroz frito, e sopa de molusco que fiz para eles. Fiquei feliz em vê-los aproveitar (risos).

 

 
 


Tradução em Inglês: FYDK-TTRANSLATIONS, dyororo_
Tradução em Português: D.O. Brasil

D.O., que em 2012 estreou como membro do EXO, que não é apenas ativo na Coreia mas também em todo o mundo, e ganhou uma reputação por interpretar um estudante do ensino médio com uma vida difícil no drama “It’s Okay, It’s Love”, continua a mostrar sua atuação realista como um ator, protagonizando em uma produção de alto valor sem parar. ‘Be Positive’ é um web drama que ele pegou como desafio.

 

‘Be Positive’ é um web drama que ganhou uma popularidade maciça, marcando o recorde de drama coreano com o menor tempo para chegar a 20 milhões de visualizações e, em seguida, alcançou mais de 30 milhões de visualizações. O protagonista do referido web drama é Hwandong, um estudante universitário que sonhava em se tornar um diretor de cinema. Juntamente com seu amigo Inguk, ele superou cada obstáculo que apareceu em seu caminho para completar uma produção, enquanto reunia-se com sua ex-namorada mais velha e ocupada Hyejeong, pela qual (hwandong) ainda tem sentimentos.

“A maior razão pela qual escolhi fazê-lo é porque eu me apaixonei pelo drama. Eu achei que podia mostrar um novo lado de mim que eu nunca mostrei antes nas telas através deste drama. Hwandong, o personagem que eu interpretei, é um estudante universitário que realmente ama filmes e sonhava em se tornar um diretor de cinema. Ele é um personagem muito brilhante e saudável. A razão pela qual ‘Be Positive’ se tornou um sucesso? Acho que é por causa da direção e roteiro espirituosos do diretor, bem como os outros personagens, cujas atuações são brilhantes, o que fez o resultado final sair bem.”

Em ‘Cart’, ele é um estudante do ensino médio que ajudou a sua mãe a enfrentar dificuldades em seu lugar de trabalho, e em ‘Hyung’ ele é um atleta de judô que perdeu a visão. Até agora ele tem tido muitos personagens sérios e, por meio de Hwandong, desta vez, ele está representando um personagem que está colocando a teoria em prática e que fala ativamente sua opinião com confiança. Com este personagem, ele mostrou uma atuação impressionante enquanto se preocupava em reproduzir o tom do roteiro ou o timing naturalmente.

“Esse papel é bem diferente do que eu já fiz antes, por isso que eu fiquei bem preocupado e fiz várias pesquisas. Em cada cena eu discutia bastante com o diretor sobre como expressar minhas emoções. Também consultei como mostrar melhor as coisas e ser mais como Hwandong. Para ser honesto, este papel tem o maior script entre todos que eu já interpretei. Tem alguns poucos pontos difíceis mas eu acho que superei isso durante as filmagens. Eu me diverti muito até o fim das filmagens.”

Em 2016 no filme “Pure Love” D.O. trabalhou com Lee David que interpreta “Inguk”, quem sofreu com Hwandong em produzir um filme. Esses dois mostraram a realidade da juventude coreana que sofre com o desemprego. Como alguém que está na mesma geração, tem alguma parte na qual você simpatiza?

“Eu me identifico com a paixão e a euforia da juventude que é mostrada no drama. Entretanto, eu não me identifico com a parte que dancei com Inguk na escola. Eu nunca fiz algo como aquilo. Porém, por conta disso, torna a cena mais engraçada. Antes da filmagem começar, eu disse para o diretor ‘vamos tentar fazer a dança uma vez’ e tentei fazer um improviso. Eu, que não estou acostumado a dançar assim, me diverti bastante canalizando minha energia para fazer a dança. Foi uma cena que me fez rir muito.”

Como ele falou, a cena que Hwandong e Inguk saem gritando pela rua “nós vamos produzir um filme” me fez sorrir involuntariamente, apenas em ver aqueles dois jovens tão felizes. A dança que eles fizeram deixou uma grande impressão no público por ter sido tão cômica e bem do jeito de um estudante. Claro, Hwandong continuou tendo dificuldades, mas ele se desenvolveu pouco a pouco, percebendo que as coisas não são feitas só por você, mas também com a ajuda das pessoas ao seu redor. D.O., cujo rosto se parece com o de um adolescente, estava um pouco mais maduro na última cena.

“A última cena foi bem surpreendente pra mim porque eu acho que é onde Hwandong é mostrado ao máximo. Foi o primeiro long take e se tornou uma boa memória para mim.”

Esse dorama se chama “Be Positive” e como D.O. pessoalmente se relaciona a isso?

“Eu sou o tipo que é positivo em tudo. Claro que em certas ocasiões eu posso entrar em conflito com outros, mas quando entro em contato com essas situações, eu tiraria um tempo para pensar e tentar entender o ponto de vista da outra pessoa. ‘Be Positive’ é um projeto que foi feito com tanta felicidade que me deixa feliz por ganhar tanto amor e atenção. No futuro, eu quero ter mais atenção com a minha saúde e tentar não me machucar, para poder agraciar a todos com o meu trabalho.”

“Nos meus dias de folga, eu gosto de assistir a um filme ou, como tenho feito mais recentemente, cozinhar, já que tenho ganhado bastante interesse nisso.” D.O. disse, entretanto, talvez ele não tenha tempo para isso já que anda com sua agenda bem ocupada por conta das apresentações do EXO e de seu novo álbum.

 

Como ator, ele foi cotado, junto com atores bem importantes, para a adaptação do popular quadrinho “With God”. O filme está previsto para ser lançado no final deste ano na Coreia. O elenco do filme inclui “Tunnel” Ha Jeongwoo, “Assassination” Lee Jungjae, “My Sassy Girl” Cha Taehyun e “Asura” Joo Jihun. A espera é grande para ver como será sua atuação com esses grandes atores sêniors.

 


Tradução em Coreano: Dyobonbon
Tradução em Inglês: dyororo_
Tradução em Português: D.O. Brasil

 

  
 

Eu pensei que poderia ser realista, que Hwandong e sua ex-namorada, Hyejeong, não pudessem ser honestos mesmo que se preocupem um com o outro. O que você achou do relacionamento dos dois?

Eu pensei que era invejável (risos). Porque mesmo que eles briguem verbalmente sempre que se veem, eles respeitam e admiram um ao outro profundamente. É um relacionamento ideal, e acho que um parceiro como esse seria algo maravilhoso.

 

O que você tem e não tem em comum com Hwandong?

Talvez o que temos em comum é que somos otimistas e temos personalidades trabalhadoras. Eu também tenho uma ideia clara dos meus objetivos e me esforço a fim de alcançá-los. Todavia nossas vidas amorosas podem ser diferentes. Hwandong não conta tudo para a pessoa que ele gosta, mesmo quando ele tem algo a dizer, mas eu espero fazer tudo o que posso para evitar o arrependimento com meu par (risos).

 

Que conselho você quer dar aos adolescentes para alcançarem seus sonhos?

Normalmente, não é viável alcançar seu objetivo ou sonhar em um só passo. Alcançar um sonho é um processo, e não acho que seja possível sem todas as experiências necessárias ao longo do caminho. Então, quando você está na adolescência, você não pode desviar do que deve fazer porque não gosta do trabalho (risos). Mesmo se você está pensando “odeio isso”, você não encontrará força ao pensar nisso como um passo para o que você quer pessoalmente? Eu consegui cumprir um dos meus sonhos também, e agora estou tentando um novo.

 

Como você era quando adolescente?

Eu era um estudante de ensino médio muito comum. Minha vida estudantil era típica, brincando por aí com amigos íntimos. Porém, foi quando eu comecei a gostar de música e a fazer um esforço para me tornar um artista que iria cantar e atuar no futuro.

 

Sua mulher ideal?

Minha pessoa ideal permanece como alguém com um sorriso bonito. Há pessoas legais com sorrisos de orelha a orelha e pessoas com sorrisos pequenos e fofos. O que tenho em mente é um sorriso que diz “Eu gosto de você” (risos).

 

Algo divertido em ser um ator?

Poder experimentar o que eu de outra forma não poderia. Essa é uma parte boa de uma carreira de ator. Também me agrada ver outras pessoas tocadas ou identificando-se com meus papéis.

 

Boatos de que você é bom em cozinhar. O que se pode fazer para se tornar bom nisso?

Embora seja importante praticar a preparação dos pratos, pode ser útil só aprender a fazê-los depois de conhecer os sabores específicos de ingredientes e temperos. Se você fizer isso, terá uma ideia aproximada de qual é o sabor que a mistura dos ingredientes pode ter. Eu estou fazendo minha própria pesquisa e consultando muito às receitas na Internet para descobrir como criar pratos mais saborosos!

 

O que você é bom em fazer?

Bife e doenjangjjigae. Quando houver uma oportunidade, eu gostaria de estudar pratos japoneses tradicionais também.

 

Um prato coreano que você recomenda?

Cheonggukjang-jjigae. Tem um cheiro semelhante ao natto, embora seja mais forte e concentrado. Mas eu gosto disso (risos). É muito delicioso!

 

Que comida você achou saborosa no Japão?

Ochazuke, monjayaki, nukazuke. Eu realmente gosto de natto também. Tonkatsu ramen também é bom, mas a cozinha coreana já possui muitos sabores fortes, então eu me inclino para sabores mais leves na cozinha japonesa!

 

Uma mensagem para os leitores da Popteen!

Aproveite as suas férias de verão! E se você tem um sonho ou objetivo para o futuro, esforce-se pela causa. Estou torcendo por você também!

 


Fonte: Revista japonesa Popteen
Scan: Bradonsong
COR: DYOBONBON (1, 2)
ING: fydk-translations
PT-BR: D.O. Brasil

 

[D.O.] é o vocalista principal do grupo de desempenho bem-sucedido EXO, e ganhou popularidade pela sua personalidade calma. Nós fomos a Seul para ouvir mais, começando com sua primeira comédia romântica.

 

Uma tarde em Seul em um estúdio no rio Han, ele entrou em silêncio e apareceu de repente no canto em que eu estava sentado, esperando por ele.

 

“Konichiwa.” Eu me levantei e o cumprimentei sem pensar em japonês, pego de surpresa. Ele se curvou com um sorriso honesto, respondendo com “konichiwa”.

 

Jaqueta cinza e tênis. Pele pálida e fina e óculos de armação prata. A roupa fez D.O. parecer um novato da faculdade sem pretensões mais do que uma celebridade.

 

Ele tem equilibrado atuação com as atividades do EXO por três anos. Na Coréia do Sul, onde leva tempo para ser reconhecido como ator, ele se destaca mesmo dentro do EXO por participar de projetos ao lado de estrelas do cinema como Ha Jungwoo e Shin Hakyun.

 

Os artistas sul-coreanos muitas vezes fazem sua estreia atuando em dramas de vida escolar, mas no caso de D.O., ele deixou fortes impressões atuando como um alter ego (It’s Okay, It’s Love) e como um psicopata (I Remember You). Mesmo a sua estréia no cinema (Cart) foi uma crítica social ao tratamento precários de trabalhadores, onde a mãe de seu personagem liderou greves laborais.

 

Talvez porque eu uso meu nome de nascimento para atuar, aparentemente alguns que me viram em um drama ou filme estão surpresos ao saberem que “esse cara está no EXO. Mas para mim, não existe tal distinção entre cantar e dançar como EXO ou atuar em um drama ou filme. É natural mudar para cada circunstância. Tudo o que eu penso ao escolher um papel é se eu quero tentar ser ele.

 

Sua primeira comédia romântica, o web drama ‘Be Positive’, lançado no último outono, é um fenômeno social com mais de trinta milhões de visualizações.

 

Hwandong sonha em se tornar um diretor de cinema. Ele é brilhante e inquieto, completamente diferente de qualquer outro papel que eu tive, então ele era romance. […] Assim como Hwandong, eu tento ser positivo em tudo. Mas eu não pareço ter energia para começar a dançar nas ruas (risos). Eu também não gosto muito de comida picante. Ochazuke, kasuzuke! Mesmo na Coreia, eu costumo visitar restaurantes japoneses. (Quando alguém que trabalha na SME) pergunta se não fui a um ontem, não posso mentir sobre comer sushi novamente (sorriso acanhado).

 

Ele sabe que, entre os fãs, ele é visto como ‘a mãe’ do EXO, que alimenta os membros que vivem com ele. Nos shows, ele pede aos fãs que “comam bem quando vocês voltarem para casa”, enquanto os outros membros gritam: “Eu amo vocês!”

 

Eu comecei a acreditar que ter refeições adequadas é muito importante porque é assim que minha mãe criou seus filhos. É por isso que eu tento transmitir o mesmo aos fãs nos shows. Uma parte de mim ama tanto comer que eu vivo por isso.

 

Ele sorri com o pensamento de sua culinária trazer alegria para o rosto das pessoas.

Embora eu não consiga dizer isso muitas vezes, eu cozinho às vezes para os outros membros. Coisas como espaguete, carne. Ou doenjangjjigae (cozido de pasta de soja), arroz frito, de comida coreana.

 

 

Desde que eu era pequeno, gostava de assistir filmes tanto como cantar. Qualquer tipo de filme. Toda semana no ensino médio eu me apressava na lição de casa apenas para ir para o cinema. Eu provavelmente assisti tudo o que foi lançado quando eu estava no ensino médio. Jogar jogos ou sair com os amigos também era legal, mas os filmes eram especiais.

 

Quando pensei em voz alta que “cantar e atuar ambos parecem ser sua vocação”, ele deu um grande aceno com a cabeça e disse “sim”, sem esperar por uma tradução.

 

Mesmo agora, vou aos cinema com frequência. Vou sozinho tarde da noite para não ser pego. (Perguntei: “Sério?”) Os últimos que assisti foram ‘La La Land’, ‘Moana’, ‘Velozes e Furiosos’ e ‘A Bela e A Fera’. Eu assisti cinco filmes uma vez, quando tive um dia de folga. Um depois de se levantar, um depois do almoço, dois depois do jantar, e outro depois de uma soneca (risos).

 

Os filmes ‘Kamome Diner’ e ‘Glasses’ da diretora Ogigami Naoko, e as estações na ‘Little Forest’ – gosto de filmes como os dela. Quando há um filme que eu gosto, procuro todos os projetos anteriores do diretor. Eu gostaria de assistir ainda mais de Hirokazu Koreeda, que dirigiu ‘Our Little Sister’. Se algum dia eu tiver a chance, seria muito bom estar em um filme sobre vidas tão pacíficas. Eu gosto da sua realidade tranquila.

 

Depois da sessão, ele curvou-se a todos e a cada membro da equipe, agradecendo por seu trabalho árduo em japonês. E tão naturalmente, também. Ele é um homem incomum de vinte e quatro anos.

Confira todas as fotos deste photoshoot em nossa galeria!


Fonte: Revista japonesa CREA
Tradução em Coreano: daya_930112; Dyobonbon
Tradução em Inglês: FYDK-TRANSLATIONS
Tradução em Português: D.O. Brasil

Apresentando a popular boyband da Coreia, o EXO. Sua forte lista de recordes são os seguintes:

• 3 álbuns inteiros, os quais cada um alcançou mais de 1 milhão de vendas, dando ao EXO o título de “Vencedores de Três Milhões”;
• O grupo ganhou consecutivamente o título de “Poderosa Celebridade Coreana da Forbes” em 2014 e em 2015;
• Os primeiros artistas coreanos que tiverem 6 shows na Arena de Ginástica Olímpica de Seul, atraindo mais de 80.000 fãs;

Tendo debutado há apenas 5 anos, a popularidade do EXO atravessou o teto a um nível mundial. Recentemente, junto às juniors de mesma agência, Red Velvet, eles são oficialmente os garotos-propaganda da marca de calçados, Skechers.

Os 9 membros se dividiram para executar suas rotinas individuais e continuam a brilhar e performar em suas respectivas áreas, seja na atuação ou na forma de sub-unit, EXO-CBX.

Independentemente como um grupo ou individualmente, os meninos são como transformers – apresentando um impacto chocante como um grupo unificado, e mostrando seus talentos e charmes pessoais enquanto executam suas atividades individuais – alcançando um sucesso fenomenal.

9.  Do Kyungsoo Rei da Atuação

Enquanto há muitos membros (do EXO) que embarcaram em projetos de atuação, o que é possivelmente o mais bem-sucedido na área é D.O., que possui um recorde total de 3 dramas e 5 filmes até agora, e que nunca recebeu nenhuma crítica negativa sobre suas habilidades na atuação, herdando o título de Gênio da Atuação. A ironia porém, é que apesar de ser um dos que possui o rosto mais fofo e gentil, ele na verdade apareceu espantador quando interpretou o papel de um criminoso em “I Remember You”. Houveram muitas surpresas em seu papel principal junto com Jo Jungsuk para o filme “My Annoying Brother/Hyung”. Atuando como o irmão mais novo e um judoca em ascensão que perdeu a visão durante uma de suas competições, ele involuntariamente conviveu com seu irmão mais velho que usou sua cegueira para obter liberdade condicional, e o filme conta a história dos dois irmãos restaurando seu relacionamento. Apesar do filme parecer um pouco dramático demais, a atuação é precisa e bem feita, com D.O. impressionando a audiência.

Em sequência, nós podemos continuar antecipando D.O. em mais trabalhos para a audiência, não apenas com “Room Number 7” em que ele atua com Shin Hakyun, mas também o filme blockbuster “With God”, onde ele estrela ao lado de outros atores experientes e apreciados como Cha Taehyun, Lee Jungjae, Kim Haneul e mais.

*O texto contém apenas partes relacionadas ao Kyungsoo.


Fonte: uweekly (25 Mar 2017)
Tradução em Inglês: enthralleddd, channel930112
Tradução em Português: D.O. Brasil