KYUNGSOOBRASIL.com / Fanbase brasileira dedicada a Doh Kyungsoo

 

Enquanto a China ainda está discutindo se “carnes jovens e macias” (gíria chinesa para jovens e belos ídolos masculinos) podem realmente atuar, os ídolos coreanos já estão trabalhando silenciosamente no sentido de se tornarem atores reais. Em vez de procurar agendas e ler scripts todos os dias, por que não se concentrar em atuar e entregar projetos reais que superarão o preconceito da audiência geral?

 

Doh Kyungsoo é o primeiro membro coreano do EXO que embarcou na atuação na Coreia, também é comum que muitos não acreditam que os “ídolos atores” possam realmente oferecer bons projetos. Dito isto, depois de ter participado apenas de 4 filmes, esse ator novato já foi chamado de “Trending Actor” (ator na moda), conquistou o “Prêmio Ator Revelação” no recente Blue Dragon Film Awards, e é nomeado como o “Futuro de Chungmuro”.

 

Chungmuro ​​representa a indústria cinematográfica na Coreia do Sul; então só quando se entra em Chungmuro, se é considerado um ator reconhecido. Por isso, este rótulo basicamente é um selo de aprovação, reconhecendo as habilidades de atuação de Doh Kyungsoo, de que ele não é um amador.

 

Atualmente, o filme “Room No.7” estrelado por Shin Hakyun e Doh Kyungsoo ainda está em cartaz na Coreia do Sul. Tendo aparecido no filme de “primeiro amor” “Unforgettable/Pure Love” (2016), no emocionante e que leva às lágrimas “My Annoying Brother/Hyung” (2016), sua mais recente escolha de um cenário de humor negro também permite que todos vejam sua versatilidade como ator.

 

Durante o Festival Internacional de Cinema de Macau, desta vez conseguimos entrevistar o ‘Embaixador de Talentos’ Doh Kyungsoo. Ao vê-lo caminhar pelo tapete vermelho sozinho, mostrando o seu mais recente corte de cabelo que ele raspou para o seu próximo filme “Swing Kids” (2018), pode-se esquecer completamente do D.O. que está com seu grupo no palco, vendo-o apenas como um jovem ator que está avançando.

 

 

“Eu assisti a atuação de Shin Hahyun desde jovem e agora descobri que ele não é tão durão”

 

Doh Kyungsoo atuou com muitos atores especializados, e em “Room No.7” ele se junta com o “Deus da Atuação” Shin Hakyun, que é conhecido por sua interpretação de pessoas parte-boas, parte-más de chamar atenção. Doh Kyungsoo compartilhou que ele tem assistido a atuação do veterano desde jovem, e já pensou o quão bom seria atuar com ele, e agora ele conseguiu cumprir seu sonho. “Inicialmente, ainda estava pensando se o sunbaenim seria durão, mas na verdade, Shin Hakyun sunbae não é assustador, e até mesmo me ensinou a atuar, a atmosfera no set era realmente relaxada.

 

Com Shin Hakyun sunbae

 

Anteriormente, havia uma brincadeira por aí, quando Jo Insung estava sendo entrevistado, foi lhe perguntado: “Se existe um hoobae que você goste, esse seria Doh Kyungsoo?” E ele respondeu rindo: “Eu pensei que Doh Kyungsoo fosse minha pessoa, mas parece que ele é do Kim Woobin.” Ele acrescentou: “Houve um dia em que Woobin enviou uma mensagem de texto para Kyungsoo perguntando: ‘Meu amado Doh Kyungsoo, onde você está?’” e Kyungsoo respondeu imediatamente: “Ah, hyung, eu estou aqui”. Naquele momento, percebi que “Ah, ele não é meu!” Parece que o humilde Doh Kyungsoo também é bastante popular na cenário de atuação.

 

“Não há ninguém em particular com quem eu gostaria de colaborar, já estou muito feliz se algum diretor me contatar”

 

Durante o curto tempo face a face com Doh Kyungsoo, pode-se dizer claramente como ele valoriza sua carreira como ator. Quando ele começou a atuar, ele escolheu projetos de qualidade e foi gradualmente reconhecido pelos internos da indústria, e até mesmo ganhou o “Prêmio Ator Revelação” do Blue Dragon Film Awards por meio do filme “My Annoying Brother/Hyung” este ano. Apesar disso, ele não relaxa ou decepciona com seu comportamento como um ator novato e mantém uma atitude reservada e humilde em relação à atuação. Quando perguntado se há algum papel que ele gostaria de desafiar, ele respondeu: “Não há nenhum personagem particular que eu pensei em desafiar. Eu vou ler o cenário, e se é um que me convém, então vou me desafiar e fazer o meu melhor”. Já para diretor, ele compartilhou: “Não existe um diretor específico com o qual eu quero trabalhar, já estou muito feliz se algum diretor me contatar.”

 


Filme “My Annoying Brother” que deu a Doh Kyungsoo seu “Prêmio Ator Revelação” no Blue Dragon Film Awards.

 

Talvez porque a “carne jovem e macia” da Coreia do Sul e as estrelas populares não são tão confiantes quanto os ídolos chineses, mas Doh Kyungsoo se recusa a relaxar ou a baixar a guarda, apesar de sua carreira de ator ter um bom começo, até mesmo com os próximos 2 filmes em que ele está participando – o filme “With God” (2017), que possui uma equipe de atores fortes como Ha Jungwoo, Cha Taehyun, Lee Jungjae, e o filme “Swing Kids” que está sendo filmado atualmente, liderado pelo diretor Kang Hyeongcheol, que já dirigiu os filmes “Scandal Makers” (2009) e “Sunny” (2011). Mas os recursos que esperam no futuro serão mais tarde determinados enquanto ele trabalha firmemente.

 

Quando perguntado: “O que aconteceria se um diretor de Hong Kong como Stephen Chow fosse convidá-lo para trabalhar com ele?” Doh Kyungsoo observou timidamente que quando ele era mais novo, ele assistiu a “Shaolin Soccer” (2001), o filme que Chow já havia dirigido, e seria ótimo se ele fosse realmente convidado.

 

“Não consegue ser referido como sunbae de Suho, tudo que pode fazer é torcer por ele.”

 

Para Doh Kyungsoo que tem apenas 24 anos, para alguém jovem como ele, é muito cansativo fazer malabarismo entre ser cantor e ator, mas também é uma experiência “muito feliz e gratificante”. Com o filme “Room No.7” que está em cartaz atualmente, o filme do diretor Kim Yonghwa “Along With the Gods” prestes a estrear, e a contagem regressiva para o novo álbum do EXO, com base nessa agenda, pode-se entender o que realmente significa quando Doh Kyungsoo compartilha sobre como “satisfatório” é.

 

Com a equipe de “Swing Kids”

 

Entre os membros coreanos do EXO, ele foi o primeiro a começar a atuar, e é um dos mais estáveis ​​ídolos atores. Quando perguntado se ele transmitiria sua experiência ao seu colega de grupo, Kim Junmyeon (Suho), ele ficou envergonhado e disse que não consegue ser chamado de ‘sunbae’, e que compartilhará os desafios que enfrentou, eles irão se apoiar e animar um ao outro, assim como “comer comidas deliciosas juntos”. Quando não há agendas e ele puder descansar, Doh Kyungsoo viajará junto com seus membros e bons amigos.

 


Fonte: 淘票票 (09.12.2017)

Tradução em Chinês: Nacho_都暻秀资源博

Tradução em Inglês: Kyungsoo Trans Team (enthralleddd); channel930112

Tradução em Português: D.O. Brasil

 

Nós alcançamos o popular ator e membro do EXO enquanto ele estava em Macau como o ‘Embaixador de Talentos’ do Festival Internacional de Cinema de Macau.

 

Ele pode ser mais conhecido por seu nome artístico, D.O., mas Doh Kyungsoo do popular grupo EXO, está deixando uma forte impressão como ator, depois de aparecer pela primeira vez no cinema alguns anos atrás.

 

Seu sucesso e popularidade o levaram a seu papel de ‘Embaixador de Talentos” do Festival Internacional de Cinema de Macau. O festival, que começou em 8 de dezembro, ocorreu até 14 de dezembro.

 

O festival, agora em seu segundo ano, está construindo rapidamente uma reputação como o novo ponto de acesso na Ásia para os filmes aclamados pela crítica a serem exibidos, e um centro onde os diretores, atores e outras personalidades bem estabelecidas podem ser vistos lado a lado.

 

Do ganhou uma série de prêmios este ano, incluindo o ‘Ator Mais Popular’ no 53º Baeksang Arts Awards e  ‘Ator Revelação’ no 38º Blue Dragon Film Awards por seu papel de irmão mais novo e cego na comédia dramática “My Annoying Brother/Hyung” (2016).

 

Esta não é a primeira vez que ele foi reconhecido no prestigiado Baeksang Arts Awards, que muitas vezes é descrito como o “Globo de Ouro da Coreia”. Foi nomeado para ‘Ator Revelação’ na TV e no cinema, em 2015 e 2017, respectivamente, e também foi premiado com o ‘Ator Mais Popular’ na categoria filme no ano passado.

 

Nós alcançamos a estrela no primeiro dia do festival de cinema.

 

Você está aqui como um dos ‘Embaixadores de Talentos’ para o Festival Internacional de Cinema de Macau. Como está sendo até agora?

É uma honra ser um ‘Embaixador de Talentos’ do Festival Internacional de Cinema de Macau. Eu sempre quis vir aqui, e o festival sempre esteve em minha mente, então é uma grande honra estar aqui com esse título, e também apoiarei este festival de cinema no futuro. Espero que todos os que vierem ao IFFAMACAO aproveitem o seu tempo.

 

Há filmes que você deseja assistir enquanto você está aqui?

Ouvi falar que o “Paddington 2” (2017) será o filme de abertura do festival, então eu quero tentar assisti-lo. No que diz respeito aos filmes coreanos, eu sei que “Okja” (2017), “The Outlaws” (2017) e “A Day” (2017) serão exibidos. Eu vi “Okja” e “The Outlaws”, mas ainda não vi “A Day”, então eu quero tentar vê-lo.

 

Você é um ator e também um cantor – é um feito de equilíbrio. Quais foram os motivos que o fizeram querer entrar em ação?

Eu sempre quis atuar antes mesmo de me tornar um cantor. É só que eu comecei primeiro como cantor, e depois, felizmente, recebi a oportunidade de atuar no filme “Cart” (2014). Trabalhar nele fez com que eu percebesse o quanto eu gostava de atuar, então eu continuei a fazê-lo.

 

Existe uma razão específica pela qual você queria prosseguir com atuação?

Não realmente. Quando eu era mais novo, gostava de assistir filmes. Claro, também gostava de ouvir música. Mas quando se tratava de filmes, assistia tudo assim que saía, independente do gênero. Ir para o cinema era um hobby para mim.

 

Você teve aulas de atuação?

Tive algumas aulas de atuação no início, mas acho que é melhor trabalhar junto com o diretor no set durante o processo de filmagem, conversando e o consultando sobre como construir o personagem. Eu prefiro discutir as coisas com o diretor no set.

 

Houve algum filme que o impactou ou influenciou mais?

Para mim, foi “Birdman” (2014) e “The Revenant” (2015). Fiquei realmente impressionado com esses filmes. O diretor de ambos os filmes, Alejandro González Iñárritu, é simplesmente incrível. Como um filme como esse existe? Como alguém atua assim?

 

 

No MAMA deste ano, o EXO recebeu novamente o prêmio “Álbum do Ano” (um dos principais prêmios), tornando-se a quinta vitória consecutiva para o grupo. Quais são seus pensamentos?

Antes de tudo, quero agradecer a todos que me apoiaram e trabalharam arduamente para que eu estivesse onde estou hoje, e também quero agradecer a todos os nossos fãs. É uma façanha ter sido premiado continuamente com o prêmio “Álbum do Ano”, e eu quero que todos saibam que continuaremos trabalhando arduamente para sempre fazer bem e não decepcionar ninguém.

 

Muitos fãs ficaram chateados com o MAMA deste ano, pois eles acreditam que o EXO não ganhou tantos prêmios em outras categorias quanto deveria. Existe alguma coisa que você gostaria de dizer aos seus fãs?

Não sei o que aconteceu, mas quero dizer aos meus fãs que não fiquem tristes. Aproveitem apenas a nossa música, o nosso trabalho e vamos sempre ser felizes juntos.

 

Performances do EXO no MAMA 2017:
 

 

 


Fonte: South China Morning Post (14.12.2017)

Tradução em Português: D.O. Brasil

 

 

Como é ser o ator principal?

Esta não é minha primeira vez como protagonista. O filme que estou atualmente filmando é “Swing Kids”. Em vez disso ser cansativo, a filmagem é realmente divertida/interessante e eu estou gostando.

 

Como você se sente sendo embaixador do Festival Internacional de Cinema de Macau?

Primeiramente, como embaixador do IFFAMACAO, eu me sinto honrado e feliz. De agora em diante, eu também irei fazer o meu melhor em promover o Festival Internacional de Cinema de Macau, e eu espero que todos que participarem do festival o apreciem.

 

Seu estilo de cabelo atual foi feito em preparação para o novo filme?

Sim, meu papel no próximo filme (Swing Kids) é um soldado norte coreano. Considerando que os cabelos dos soldados são extremamente curtos, por causa do filme, eu raspei meu cabelo.

 

Você ganhou o prêmio de “Melhor Ator Revelação” no 38° Blue Dragon Film Awards mas não estava presente para receber o prêmio, qual é seu discurso ?

Ser capaz de receber o “Prêmio Revelação” Blue Dragon é primeiramente, uma imensa honra. Eu me sinto extremamente feliz por receber o “Prêmio Revelação” que é dado somente uma única vez em sua carreira de ator. Daqui em diante, eu irei trabalhar mais duro e mostrar o meu melhor lado para ser digno desse prêmio.

 

Há algum papel que você especialmente gostaria tentar?

Eu não tive a chance de imaginar como meu novo personagem poderia ser. Para mim, primeiramente, algo que permanece constante é que se depois de ler o script, eu como Doh Kyungsoo, sinto o forte desejo de representar esse personagem, então eu gostaria de tentar um por um.

 

EXO irá lançar seu novo álbum em dezembro. Qual é a maior diferença entre este álbum e os anteriores?

O álbum de Natal continuará sendo um presente especialmente preparado para todos os fãs. Nós estamos também ativamente preparando-o agora. Se eu fosse comparar isto com os álbuns anteriores, o conceito do álbum e os estilos da música são bem diferentes. Em minha opinião pessoal, o álbum de inverno desse ano é ainda melhor.

 

Como um membro do EXO, você também é um ator ao mesmo tempo. As duas identidades cansam você?

Se eu disser que não é difícil, seria uma mentira. Para ser honesto, apesar de ser cansativo, eu estou apreciando isto e estou satisfeito que eu consiga alegremente atuar e cantar sob as duas identidades.

 

Você disse antes que gostaria de tentar atuar em filmes de romance. Com qual atriz você deseja trabalhar?

Você quer dizer qual atriz? Eu também não pensei sobre isso. Há muitas novas atrizes boas atualmente e se elas estão dispostas a trabalhar comigo, eu seria muito grato.

 

O filme em que você participa, “Room No. 7”, ainda está sendo exibido. Você está preocupado com as críticas do filme? Elas tem algum efeito sobre você?

Eu estou muito grato com todos os jornalistas de cinema que deram muitas críticas positivas para “Room No.7”. Pessoalmente, eu também gostei muito desse filme. E estou satisfeito que ele ainda está sendo exibido.

 

Quais são seus sentimentos em trabalhar com o Shin Hakyun sunbae?

Eu tenho assistido filmes do Shin Hakyun sunbae desde quando era jovem e sempre sonhei em trabalhar com ele. Vendo sua imagem na tela, eu pensava que ele seria um pouco assustador e estava um pouco nervoso sobre isso, mas na realidade, ele é muito gentil e também me deu vários conselhos enquanto filmávamos, então eu fui capaz de filmar de forma bastante confortável. Em episódios interessantes, nós fizemos muitas improvisações juntos, então há muitas memórias interessantes e eu gostei disso.

 

Se um diretor de Hong Kong quisesse trabalhar com você, por exemplo, Stephen Chow, o que você faria?

Seria realmente uma honra trabalhar com Stephen Chow sunbae. Realmente, quando eu era jovem, eu assistia “Shaolin Soccer” (Kung-Fu Futebol Clube). Eu nem poderia imaginar isso (trabalhar com ele), então se houver uma chance eu ficaria muito honrado.

 

Como um sunbae na atuação, você tem algumas palavras para seu colega de grupo, membro do EXO, Suho, que está atualmente filmando?

Por minha experiência ainda não ser muita, nós encorajamos um ao outro. Porque nós dois sabemos o quão cansativo filmar pode ser, nós podemos nos entender melhor. Quando temos tempo, nós também saímos para comprar comidas deliciosas.

 


Fonte: 巴塞电影 (11.12.2017)

Tradução em Inglês: Kyungsoo Trans Team

Tradução em Português: D.O. Brasil

 

 

Doh Kyungsoo – Soldado Won

 

O filme “Room No.7” acabou de ter sua estreia. E olhando para o cronograma do filme “With God” parece que a programação da filmagem de ambos os filmes se sobrepuseram, como foi isso?
Ah, felizmente não se sobrepuseram. As filmagens de ‘With God’ terminaram em novembro do ano passado.

Eu ouvi que, para o papel que você atuou, o Soldado Won, a ambientação desse personagem é bem diferente da fonte original. Porém, mesmo assim, não muda o fato de que o personagem carrega emoções complicadas de serem interpretadas.
De todos os personagens dolorosos que eu interpretei até agora, este é o mais doloroso. Eu tive muitas preocupações quando li o roteiro, mas discuti bastante com o diretor. Compartilhei muitas histórias sobre o passado deste personagem.

Eu ouvi que vocês (EXO) geralmente assistem os projetos de atuação dos membros e que também comparecem nas estreias. Em seis palavras, por favor explique aos membros do EXO, aos fãs e ao público porque devem assistir “With God”.
(Enquanto contava nos dedos) Nada como isso foi visto antes.

 

O que ainda não existia antes?
Nunca houve um filme como esse antes (risos). Embora eu também não tenha assistido o filme ainda.

Entre os sete infernos¹ mostrados no filme, qual você acha que seria o mais fácil de passar?

(Pensando um pouco) Hum, o inferno da violência? Eu acho que seria difícil passar no inferno da preguiça (risos) e eu acho que poderia passar pelo inferno da traição também. Não sei sobre o resto.

 

A ‘flor risonha’² que te faz rir só de olhar para ela, a quem você daria esta flor?
(Respondendo antes mesmo da pergunta terminar de ser feita) Minha mãe.


E a quem você daria o “passe livre pelo inferno”?
Eu daria para a minha mãe também.

Você é muito filial. E se você pudesse escolher outra pessoa sem ser a sua mãe?
Hum… Kwangsoo hyung. A razão é… Eu só quero que o coração do Kwangsoo hyung fique à vontade (risos).

Se você pudesse decidir o que escreveria na sua lápide de antemão, o que seria?
‘Você não precisa trabalhar duro para agradar todo mundo’ foi o que eu tatuei atrás da orelha de Taejeong em “Room No.7”. Eu realmente gosto do significado e penso bastante nisso.


¹ No trabalho de origem, passar em um inferno significa ser julgado por não ter cometido “crimes” suficientes nele.

² No trabalho de origem, o personagem principal faz o seu caminho através dos infernos diferentes com habilidades concedidas por flores diferentes.

 



Fonte: Suejjang23 (07.12.2017)
Tradução em Inglês: dyororo_, fydk-translations
Tradução em Português: D.O. Brasil

 

Em uma entrevista sobre “Cart” para a Cine21 você mencionou “10 minutes” (2013) do diretor Lee Yongseung. Você sentiu algo novo depois de assistir o filme?

Este foi o primeiro filme que me fez sentir o desejo de ser um protagonista, e quando eu li o roteiro de “Room No.7” eu nem sabia que era do diretor Lee Yongseung. Fiquei assustado ao saber que “10 Minutes” e “Room No.7” eram do mesmo diretor depois de gostar tanto do roteiro de “Room No.7”. Isso me fez querer fazer parte dele ainda mais. A maior razão pela qual eu disse sim era porque Taejeong estava desgastado e desesperado, um personagem que eu não tive a chance de interpretar ainda.

 

Em “Cart” e agora em “Room No.7” você não está sendo pago propriamente pelo seu emprego de meio período (risos). Na conferência de imprensa para “Room No.7” você disse que se mantinha pegando papéis semelhantes, não porque você estava particularmente atraído por histórias azaradas, mas porque você gostou de histórias sobre pessoas que vivem suas vidas – mas essas histórias também não poderiam ser alegres e felizes?

Gostaria de fazer parte de histórias alegres e felizes, mas há tantas pessoas que não conhecem trabalhadores temporários. Posso fazer os outros saberem sobre problemas sociais através dos projetos que eu escolho atuar. Me conscientizei através de filmes como “10 Minutes”. Seria bom se os espectadores [de “Cart” e “Room No.7”] pudessem experimentar isso também.

 

É difícil dizer que o senso de humor de “Room No.7” é popular na Coreia. Parece provável que este filme exigiu atuar em um tom que não é frequentemente encontrado.

Eu não pensei que tinha que fazer algo de propósito para fazer com que os espectadores riem. E, às vezes, em algumas situações, Dooshik e Taejeong ficarem sérios contribuiu com humor. Eu tentei não exagerar, e apenas pensar se a ação e o pensamento estavam certos para o momento. Após o lançamento do filme procurei a resposta. Cada expectador encontrou uma cena diferente divertida e algumas dessas cenas não eram para ser engraçadas. Fiquei surpreso com o que acharam divertido, isso me fez reavaliar as coisas. E a atuação tornou-se ainda mais atraente.

 

Você mantinha uma vida normal antes de estrear no EXO após cerca de um ou dois anos de treinamento. Você provavelmente não foi forçado a crescer com as mesmas dificuldades que os personagens que você interpretou, então, como você abordou essa lacuna?

Quando olho para o roteiro, todas as dores do personagem estão lá para ver. Eu continuo buscando os sentimentos e facetas que podemos ter em comum. Se nos identificamos, coloco minhas próprias emoções na atuação, mas se eu simplesmente não sei o que fazer eu tenho muitas conversas com o diretor. Eu deveria estar colocando minhas próprias emoções no papel, mas eu descubro novas em vez disso. É assim que estudo atuação.

 

Algum de seus atores seniores comentou algo sobre você ter uma vantagem em ser um cantor ídolo?

Atuando com meu corpo? Porque os atores geralmente não dançam. Algo que você faz constantemente como dançarino-cantor é memorizar movimentos e gestos. Então me disseram que eu pego coisas como essas mais rapidamente do que outros.

 

“With God” vai ser lançado em dezembro, e atualmente você está filmando “Swing Kids” com o diretor Kang Hyungcheol.

O soldado Won de “With God” é o mais triste e deplorável dos personagens que conheci até agora. Eu não acho que haverá alguém tão triste quanto ele nos meus futuros projetos (risos). Para “Swing Kids”, o personagem em que estou atuando é o oposto completo. Ele é muito viril e chamativo até o fim.

 


Fonte: Cine21 (21.11.2017)
Tradução em Inglês: fydk-translations
Tradução em Português: D.O. Brasil

 

“A faixa dos vinte anos, dos que têm sede de sonhos e engolem as dificuldades da vida. Conheça Taejung, um jovem puro que, desesperado, envolveu-se com porte de drogas devido à necessidade de dinheiro. Do Kyungsoo (24), mostrou um desempenho refinado e detalhado para o personagem realista e complexo, Taejeong. Agora estamos bastante familiarizados com ele, tanto como ator, quanto como membro do  EXO. Aqui estão as palavras de um ator promissor em seus 20 anos que possui uma reputação por sua boa habilidade de atuação.”

 

Seu cabelo ficou mais curto. Parece que foi para a filmagem de “Swing Kids” (2018, Kang Hyungcheol)?
Está certo. Estamos em nossa sexta rodada agora. Eu tenho aprendido sapateado por causa do meu papel como um soldado norte-coreano que se apaixona por sapateado, e é muito divertido. Não é como aprender coreografia para o palco. É mais como aprender um novo instrumento, como tocar bateria com os pés.

 

Vamos falar sobre o filme “Room no.7”. É uma comédia de humor negro que envolve drogas. Um ídolo como você aparecer nele foi algo inesperado.
O presidente Shim Jaemyung, da Myung Films, disse o mesmo. Foi sugerido para mim pelo estúdio e eu li o script proposto em uma sessão. Eu queria tentar porque, mesmo gostando de comédias de humor negro, eu ainda não havia participado de uma. O caráter de Taejung era distinto e encantador por causa disso. Ele é um garoto legal, mas rápido para perceber coisas e um pouco frio. Ao vê-lo lutar com seus problemas reais e realidade difícil, foi direto ao meu coração.

 

Você já teve experiências difíceis como Taejung?
Nada pesado como as dele, mas sei o quão sufocante é ter começado a trabalhar mais cedo do que seus colegas. No filme, Taejung diz: “Por que isso tem que ser tão difícil?” E eu coloco muita emoção nessa linha porque é importante e diz muito sobre ele. Nós somos muito semelhantes em aspectos da nossa personalidade. Quando estou em uma situação ruim, tendo a suprimir como ele. E nós somos o tipo de pessoa que assistimos atentamente dos fundos em vez de chamar a atenção para nós mesmos.

 

A tatuagem na parte de trás do pescoço deixou uma forte impressão. Combina com a personalidade de Taejung também.
É por isso que a fizemos (risos). Eu consultei o diretor sobre fazer uma tatuagem para ele e o que deveria ser, e ele sugeriu letras. Eu olhei através de um muitas frases e “Você não precisa trabalhar duro para agradar a todos” me impressionou. Nós decidimos usá-la porque pareceu certo para Taejung.

 

O que você pensa ao trabalhar com o seu sênior, Shin Hakyun?
Cresci assistindo seus filmes, então foi incrível e divertido estar junto com ele. Eu pensei que ele seria assustador no início, mas ele na verdade é bem atencioso. Ele é quieto e calmo, mas assim que entramos na filmagem ele se torna outra pessoa (risos). Ele também se prepara bastante. Nós combinamos juntos, mesmo sem um longo ensaio e isso surpreendeu a nós dois.

 

O encanto oculto de “Room no.7” é a visão crítica da sociedade da Coreia do Sul.
Gostei muito da mensagem contida em sua crítica social. “Room no.7” foi o filme de abertura do BIFAN em julho, e foi ali que o assisti. Minha atuação sempre precisa melhorar, mas no geral, o filme foi divertido. Eu assisti ao filme do diretor Lee Yongseung ‘10 minutes’ (2014) enquanto procurava filmes indie há anos. Os personagens eram tão reais que eu queria atuar como um trabalhador precário no setor público. Então eu descobri que ‘10 Minutes’ era trabalho do diretor Lee Yongseung. Quão feliz eu estava?

 

Como foi trabalhar com o diretor?
Ele é alguém que compartilha suas opiniões com uma mente sempre aberta. Ele não insiste obstinadamente em seus pensamentos. O diretor nos contou muitas histórias no set para nos tornar mais reais. A verdade é que Taejung inicialmente era mais silencioso e menos desafiador. Quando eu disse ao diretor que ficaria mais adequado se Taejung fosse um pouco mais conflituoso, o mudou. Ele mesmo teve uma luta contra Taejung.

 

Você trabalhou sem descanso desde “Cart” (2014, Bu Jiyoung). Parece que você tem um amor incomum por atuar.
Tenho muitos desejos com a atuação (risos). Porque através dela eu encontrei diversão na vida. Isso me surpreende, sentir o quanto ela mudou minha percepção emocional e me fez crescer. Sinto tudo o que os personagens que interpreto sentem. Quando eu atuei como Taejung, imaginando e percebendo o quão difícil o seu passado deve ter sido ajudou-me a compreendê-lo mais. Espero ser capaz de expressar mudanças sutis na emoção um dia, enquanto acumulo mais dessas experiências.

 

Você gosta de filmes o suficiente para voltar a vê-los? Qual você gostou recentemente?
Ultimamente, fiquei tão ocupado que não tive tempo de assistir nenhum. Ah, eu vi ‘Birdman’ (2014, Alejandro Innaritu) novamente em casa. É um filme louco com um mudança inesperada de enredo que eu nem poderia ter imaginado (risos). Pode até ser o meu favorito de todos os tempos. Tem um formato tão exclusivo e fiquei surpreso com a forma que retrata a atuação e a vida dos atores . Eu também assisti ‘Cast Away’ (2000, Robert Zemeckis) cerca de seis vezes. Eu acho que é porque toda vez que vejo o filme, continuo vendo coisas novas nele. Isso é incrível e divertido, então eu acabo revendo novamente.

 

Você ainda vai ao cinema?
Muitas vezes, quando é tarde da noite. Silenciosamente, quando não há ninguém. (risos)

 

 

Agora você está se preparando para a próxima turnê do EXO, filmando para “Swing Kids” e promovendo para “Room no.7”. Você parece estar realmente ocupado.
Tenho sido muito ocupado desde o debut. Há muitas coreografias novas para aprender para esta turnê. Além de aprender sapateado e falar com um sotaque norte-coreano. Puxa, honestamente, não é fácil, mas eu ainda deveria aprender a suportar isso. Toda vez que estou filmando pra alguma coisa eu digo a mim mesmo que vou fazer uma pausa depois que acabar, mas eu continuo esquecendo porque um filme em que eu quero estar surgirá. Não é bom viver assim, ficar acostumado a um ritmo ocupado.

 

Um hobby que você gosta fora do trabalho?
Eu não fiz nada além de trabalhar ultimamente… Ah, cozinhar! Eu gosto de comer, então eu cozinho com freqüência. Eu gosto de cozinhar para mim mesmo, mas também para as pessoas que me rodeiam. Fiz um bom peixe assado recentemente. Alguns dias atrás convidei os membros do EXO para comer peixe assado, arroz frito, e sopa de molusco que fiz para eles. Fiquei feliz em vê-los aproveitar (risos).

 

 
 


Tradução em Inglês: FYDK-TTRANSLATIONS, dyororo_
Tradução em Português: D.O. Brasil